Abel evita bronca após derrota e admite que perdeu as contas nas substituições

Com um a menos, Flu não conseguiu segurar o Goiás no Serra Dourada

Por O Dia

Goiás - Apesar dos erros e da derrota do Fluminense para o Goiás, no Serra Dourada, Abel Braga pegou leve com os seus comandados. O treinador afirmou que não poderia ser rigoroso com a equipe pelas circunstâncias da partida e disse que no duelo de volta no Rio, as coisas serão bem diferentes.

Abel Braga evitou dar bronca no elencoNelson Perez/ Fluminense F.C. / Divulgação

"Perdi em 90 minutos, faltam os outros 90. Eles (jogadores do Goiás) sentiram aqui. Quarta-feira lá (no Maracanã) vai ser muito pior. Se não fossem os contratempos, a coisa seria outra. É a primeira partida que essa equipe perde. É difícil ganhar do Flu, equipe muito disciplinada, joga sempre pensando no coletivo. Jogadores se superando, um com a cabeça aberta (Renato Chaves sofreu um corte), 60 minutos com um a menos... Não vou criticar meus jogadores, não vou crucificá-los. A chance de reverter em casa é grande. O Fluminense está vivo e vai mostrar isso na próxima quarta-feira", disse.

Abel viveu uma situação inusitada. Por conta da lesão de Henrique Dourado e da expulsão de Diego Cavalieri, o técnico teve que fazer duas substituições forçadas. Depois no início do segundo tempo, o treinador colocou Calazães em campo. No fim, sentiu vontade de mexer novamente, mas não tinha direito a nenhuma substituição.

"Perdi a conta. Eu nunca substituo goleiro, cara (risos). Ai os caras me disseram: ''Você já fez as três". Foi quando olhei para o Julio e lembrei. Passa mesmo no meio da adrenalina. O legal é que o time tentou de tudo. Perdeu em um chute de 40 metros e em um pênalti que o cara se atirou", concluiu.