Fluminense encara o Brasil de Pelotas valendo vaga nas quartas da Primeira Liga

Competição regional virou um estorvo para a maioria dos clubes e é quase esquecida pelos torcedores

Por O Dia

Rio - Semana de Fla-Flu é especial, ainda mais antes de final do Carioca, mas no meio do caminho tem a Copa da Primeira Liga. Esvaziada neste ano, a competição regional virou um estorvo para a maioria dos clubes e é quase esquecida pelos torcedores. Ainda assim, o Fluminense joga nesta quarta-feira contra o Brasil de Pelotas, às 19h30 no Estádio Los Larios, pela classificação à próxima fase. Com uma vitória e uma derrota, o Tricolor está empatado com os gaúchos em pontos, saldo e número de gols feitos. Ainda assim, Abel Braga deve poupar boa parte dos titulares, pensando na decisão do Carioca.

Henrique Dourado está recuperado de lesão muscular e vai jogarNelson Perez/ Fluminense F.C. / Divulgação

Na última quinta-feira, o Fluminense comemorou um ano do título da Primeira Liga, única conquista em 2016. Mas neste ano a competição ficou em segundo plano. A falta de datas contribuiu para esvaziar o torneio, que ficou maior e com jogos mais espaçados. Fica difícil até lembrar a última vez que o time de Abel esteve em campo. Foi em 8 de fevereiro, quando perdeu para o Internacional, no Beira-Rio, por 1 a 0. "A última partida foi contra o Inter, mas não lembro a data", admite Wellington.

Apesar de a Primeira Liga não estar em alta, ninguém quer ser eliminado. Mesmo com um time misto, o Fluminense projeta ir às quartas de final. O Internacional já está garantido, com seis pontos, e o Criciúma, eliminado.

Para isso, basta empatar e levar menos cartões que o adversário. Como os dois times estão empatados em todos os outros critérios, os tricolores só estão em segundo lugar no Grupo A por terem sido menos advertidos (quatro cartões amarelos contra sete).

"É um pouco complicado. Pode acontecer um jogo bom, mas ao mesmo tempo atrapalha um pouco. Ninguém quer ficar fora da competição. Vamos tentar ser campeões, seria legal de novo. Vamos fazer o que a gente tem feito, jogar para frente. Nosso time é leve. Não pensamos no empate", avisou Lucas.

Como de costume, Abel não revelou a equipe, mas adiantou que iria avaliar com a fisiologia do clube quais titulares estariam menos desgastados. Os próprios jogadores pediram para estar em campo, mas alguns nomes serão poupados.

Quem está garantido é Henrique Dourado. Recuperado de estiramento grau um na coxa direita, o atacante vem treinando com o grupo e vai aproveitar a partida de hoje para ganhar ritmo para a final do Campeonato Carioca.