Carioca já é passado e Sul-Americana passa a ser prioridade no Fluminense

Delegação do Tricolor embarca nesta terça de manhã para o Uruguai e leva na bagagem, além da confiança na classificação, a vantagem de 2 a 0

Por O Dia

Rio - Vida que segue e bola para a frente. Um dia após a derrota para o Flamengo e a consequente perda do título carioca, o Fluminense já olha para o futuro. Mais precisamente no duelo com o Liverpool (URU), amanhã, em Montevidéu, no jogo de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana. O elenco se apresentou na tarde da última segunda-feira no Centro de Treinamento Pedro Antonio, na Barra, onde realizou atividades físicas.

O lateral Lucas faz trabalho de musculação no CT da Barra da Tijuca%3A hora de pensar no LiverpoolNelson Perez/ Fluminense F.C. / Divulgação

Os jogadores que atuaram por pelo menos 45 minutos no domingo, fizeram musculação e trabalhos regenerativos. Já quem não foi a campo na decisão aprimorou finalizações a gol e realizou um trabalho técnico em campo reduzido, totalizando um período de quase 1h30.

A delegação do Fluminense embarca nesta terça de manhã para o Uruguai e leva na bagagem, além da confiança na classificação, a vantagem de 2 a 0 obtida no duelo realizado no Maracanã, há duas semanas. Com isso, a vaga pode ser obtida até em caso de derrota por um gol de diferença.

Tal situação eleva o astral dos tricolores, ainda ressentidos com a perda do título estadual. "É difícil, porque nos dedicamos do início ao fim, acreditando no título. Saímos tristes porque não ficamos com a taça, mas é bola para frente. Temos que esquecer essa partida (contra o Flamengo), pois já temos um jogo importante pela frente", disse o zagueiro Henrique, referindo-se ao duelo com o Liverpool.

"Tivemos boas chances de marcar mais gols. Jogamos bem, fizemos um grande jogo. Ficamos tristes por isso, porque merecíamos o título. Mas temos que erguer a cabeça por tudo o que fizemos", enfatizou o zagueiro do Fluminense, que continuará sem Gustavo Scarpa, que ainda se recupera de lesão.