Com golaço de Wendell, Fluminense empata com o São Paulo fora de casa

Time de Abel criou chances no primeiro tempo, mas após empatar, caiu de produção na segunda etapa

Por O Dia

São Paulo - O Fluminense conseguiu um importante ponto fora de casa, neste domingo, com o empate em 1 a 1 contra o São Paulo, no Morumbi. O time de Rogério Ceni abriu o placar aos 6 do primeiro tempo, com Jucilei, mas aos 6 do segundo tempo, Wendell acertou um belo chute e deu números finais ao jogo.

O Tricolor das Laranjeiras perdeu muitas chances no primeiro tempo, em tarde inspirada do goleiro são-paulino Renan Ribeiro. As saídas de Wendell e Scarpa pioraram o Flu depois do empate, mas o time da casa não acertou a pontaria e viu o adversária segurar o empate.

O Fluminense enfrenta a Chapecoense na próxima rodada do Brasileirão, na segunda-feira que vem, no Rio. Antes, na quinta-feira, recebe o Universidad Católica de Quito (EQU), pela segunda fase da Copa Sul-Americana. Já o próximo jogo do São Paulo é domingo que vem, contra o Flamengo, na Ilha do Urubu, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Wendell comemora o seu gol que garantiu o empate para o FluLucas Merçon/Fluminense

O jogo: Flu cai de produção depois do empate

O time da casa começou dominando as ações e logo achou o primeiro gol. Aos 6 minutos, Cueva bateu falta na área, Henrique errou o tempo da bola, que sobrou para Denilson. O atacante cruzou para Jucilei, sozinho na pequena área, só empurrar para as redes. O São Paulo continuava em cima e quase marcou o segundo aos 11, com chute de fora da área de Marcinho após escanteio cobrado por Cueva.

O Fluminense errava muito e dava espaço ao time da casa. Só aos 27 o time de Abel se encontrou e teve boa chance. Richarlyson cruzou pela esquerda e Henrique Dourado, livre, cabeçou para o chão, como manda o figurino. Mas Renan Ribeiro foi mais esperto e conseguiu deixar perna para fazer grande defesa.

A partir de então, o Fluminense melhorou no jogo e passou a atacar mais o São Paulo, mas Renan Ribeiro estava em tarde inspirada. Aos 36, Scarpa finalizou após cruzamento da esquerda e o goleiro do São Paulo segurou.

Era pela esquerda que o Flu achava espaço. E foi por ali que conseguiu a melhor chance do primeiro tempo, aos 38. Léo cruzou e Henrique Dourado pegou firme, mas Renan Ribeiro espalmou. Na sobra, Calazans tentou de primeira e Renan impediu de novo. A bola voltou para Calazans, que de bicicleta, obrigou o goleiro a fazer nova defesa.

O Flu voltou para o segundo tempo com ímpeto, sabendo que o empate tava próximo, e logo faz seu gol. Aos 6 minutos, em falta cobrada rápida, Scarpa passou para Wendell, que acertou um chutaço da intermediária, sem chances para Renan Ribeiro. E o time visitante quase virou aos 13. Scarpa recebeu perto da área, limpou a marcação e bateu colocado, para outra grande defesa de Renan.

O jogo era aberto e os dois times chegavam com facilidade ao campo adversário. Mas o São Paulo era melhor, arriscando chutes de fora da área. Aos 26, Lucas Fernandez obrigou Júlio César a espalmar. Aos 29, novamente o meia são-paulino, que entrou no segundo tempo no lugar de Cueva, fez boa jogada individual, driblou Orejuela e bateu por cima do gol, assustando o Flu. No minuto seguinte, Thiago Mendes chutou firme e Júlio César pegou com tranquilidade.

O São Paulo se lançava ao ataque, mas o Flu, já com Wendell e Scarpa substituídos, não aproveitava o espaço para contra-ataque. Restou então segurar o empate e o valioso ponto fora de casa.

SÃO PAULO 1 X 1 FLUMINENSE

Morumbi, em São Paulo (SP)

Público/renda: 17.742 presentes/R$ 448.293,00

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)

Cartões amarelos: Lugano (SAO); Lucas (FLU)

Gols: Jucilei, 6'/1ºT (1-0); Wendel, 5'/2ºT (1-1)

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Araruna, Lugano, Rodrigo Caio e Junior Tavares; Jucilei, Thiago Mendes, Marcinho, Cueva (Lucas Fernandes 25'/2°T) e Denilson (Thomaz 41'/2°T); Pratto. Técnico: Rogério Ceni

FLUMINENSE: Julio Cesar; Lucas, Henrique, Reginaldo, Léo; Orejuela, Wendel (Marquinho 28'/2°T), Marcos Calazans (Wellington Silva 17'/2°T), Gustavo Scarpa (Renato 35'/2°T) e Richarlison; Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga