Clube europeu anuncia lateral-esquerdo criado em Xerém e Fluminense fatura alto

Ailton, que pertencia ao Estoril, assinou com o Stuttgart; Tricolor recebeu R$ 1,3 milhão por ser o clube formador do atleta, que só atuou pela base

Por O Dia

Alemanha - Em crise financeira, o Fluminense recebeu um reforço para seus cofres sem vender nenhum atleta. Por ser clube formador do lateral-esquerdo Aílton, que pertencia ao Estoril, o Tricolor embolsou R$ 1,3 milhão pela venda do jogador ao Stuttgart.

Aílton rendeu R$ 1,3 milhão aos cofres do FluminenseDivulgação / Stuttgart

Aos 22 anos, Aílton teve poucas oportunidades pela equipe principal do Fluminense. Cria de Xerém, o lateral disputou apenas cinco jogos, entre o Brasileirão de 2013 e o Carioca de 2014.

Desde então, foi emprestado para o Jacobina-BA e o Neftchi, do Azerbaijão. No ano passado, se transferiu para o Estoril, que o contratou por empréstimo e garantiu a compra ao final do mesmo, por 800 mil euros.

Neste verão, Aílton acabou vendido ao Stuttgart por 2 milhões de euros (aproximadamente R$ 7,2 milhões) e o Fluminense teve direito a uma parcela da transação.

Pressionado para sanear as dívidas, o Tricolor das Laranjeiras vive a expectativa de negociações por jovens como Wellington, Richarlison e o lateral Léo, que teria transferência acertada para a Itália, segundo o técnico Abel Braga.