Sem jogar há mais de um mês, Henrique está quase pronto para retornar ao Flu

Zagueiro já treina com bola, mas diz que só pretende retornar ao clube tricolor quando se sentir plenamente recuperado da lesão na coxa

Por O Dia

Rio - Capitão e jogador que mais esteve em campo em 2017, com 4.369 minutos, Henrique não está acostumado com o atual momento: não joga há um mês e 20 dias. Em fase final de recuperação de lesão na coxa esquerda, o zagueiro ainda não sabe se terá uma chance contra o Bahia, mas só quer retornar se achar que está 100% bem fisicamente.

Henrique Dourado e Henrique participaram de evento com torcedores para lançar a terceira camisaMAILSON SANTANA/FLUMINENSE

"Não esperava ficar este longo tempo afastado. Estou sofrendo. Voltei a treinar com o grupo e espero o quanto antes estar pronto para voltar. Tenho dois dias pela frente. Quero voltar 100% para ajudar e não atrapalhar", afirmou Henrique em evento com os torcedores para apresentar a terceira camisa, que estreará amanhã contra o Bahia.

Sem jogar desde setembro, no empate em 2 a 2 com o Vitória, Henrique está angustiado vendo a situação difícil do time e não poder ajudar em campo. Ainda mais porque a lesão era leve, mas o zagueiro voltou a sentir dores num treino e precisou refazer o tratamento, desta vez com mais tempo de preparação.

"Ficar fora dá um nervoso. Há muita coisa que você não vê dentro de campo e, de fora, percebe. Estou voltando agora, colocando tudo o que vi para ajudar o time", afirmou Henrique, que considera a faixa de capitão em boas mãos com Gustavo Scarpa.

"Ele tem um espírito de liderança. É novo ainda, mas trabalha muito e todo mundo no grupo gosta dele. Aos poucos foi evoluindo, ele está bem (na função)", disse.

OREJUELA EM BAIXA

Segundo o Blog do Guilherme de Paula, do 'Globoesporte.com', Orejuela acabou com a paciência do elenco tricolor. Os jogadores estariam incomodados com a falta de comprometimento do volante equatoriano e a situação piorou ainda mais depois do Fla-Flu, quando o tempo esquentou no vestiário.