Cavalieri quer vitória no clássico para aliviar momento de pressão no Fluminense

Clube luta contra a degola no Brasileirão e pelo título na Sul-Americana

Por O Dia

Rio - O empate contra o Bahia gerou muita insatisfação no torcedor do Fluminense que esteve presente no Maracanã. Quase nenhum atleta foi poupado após o término da partida. O goleiro Diego Cavalieri vê como normal a reação da torcida, por conta do momento complicado da equipe na temporada.

''Claro que o torcedor tem um envolvimento emocional muito maior. Somos profissionais. Mas é um time que enfrentamos diversas vezes e nos coloca muitas dificuldades. Mas foram jogos equilibrados e vai ser na quarta-feira assim. Sabemos da importância. Seguir na competição representa bastante, eliminar um rival... Queremos passar esse desafio", afirmou.

Cavalieri concedeu entrevista coletivaNelson Perez/ Fluminense F.C. / Divulgação

O Fluminense terá o Flamengo pela frente pela oitava vez na temporada. Precisando vencer marcando dois gols para se classificar, o arqueiro não vê semelhanças entre a situação do Tricolor nas quartas de final da Sul-Americana em relação à decisão do Carioca.

''É diferente do Carioca. Por mais que a vantagem seja deles, é outro momento. Se trata de um grande time, que já enfrentamos várias vezes e nos impôs dificuldades. Temos que trabalhar para tirar essa vantagem. Uma vitória nos serve. Para isso que vamos trabalhar'', disse.

Caso consiga a classificação, o Fluminense ficará a quatro jogos de um título internacional. Por conta disso e pelo adversário em questão, o clássico de quarta-feira é tratado de uma forma especial pelo grupo.

''Tem um peso enorme. Avançar de fase nos traz alegria, para o torcedor também. É um grande rival. Assim como a classificação no Equador. É saber trabalhar esse momento. A pressão vem aumentando. E passar num jogo desse porte traz alívio. Se a vaga não vier, no sábado já temos outra pedreira. É um mês de decisão. Luta, equilíbrio e consciência de que temos de sair desse quadro'', concluiu.