O ouro que falta para o Brasil

Com Neymar no comando de uma geração talentosa, futebol quer fazer história no Rio

Por O Dia

Rio - Com Neymar no comando de uma geração jovem e talentosa, a seleção brasileira é a grande favorita para conquistar o ouro no torneio olímpico de futebol. Mas, não há meio termo: se o título não vier, a derrota será tratada como mais um fracasso no país do 7 a 1.

Já são três derrotas em finais olímpicas: Los Angeles-1984, Seul-1988 e Londres-2012. Nesse período, o Brasil viu a Argentina conquistar o título duas vezes: Atenas-2004 e Pequim-2008.

O trabalho, por enquanto, corre sem grandes problemas. Rogério Micale, técnico vice-campeão mundial sub-20, dirige o time enquanto espera para entregar o comando a Dunga. Nos Jogos do Rio, no ano que vem, o combatido treinador da Seleção principal será o responsável por dirigir a equipe.

Neymar deverá ter a responsabilidade de comandar seleção olímpicaAndré Mourão / Mowa Press / Divulgação

Se Neymar é nome certo, as outras vagas estão em aberto. Micale vem testando vários jogadores ao longo dos amistosos realizados neste ano. O destaque absoluto tem sido o jovem atacante Gabriel, o Gabigol, que veste a emblemática camisa 10 do Santos. E já há quem sonhe com uma dupla goleadora formada pelos dois talentosos meninos da Vila.

Muitos nomes surgiram com destaque. Do futebol carioca, apareceram Marlon e Gustavo Scarpa, ambos do Flu, e o lateral-esquerdo Jorge, do Flamengo. Outros dois criados no futebol carioca, mais precisamente na base tricolor, são o meia-atacante Kenedy, do Chelsea, e o lateral-direito Fabinho (Mônaco).

Mesmo caso do zagueiro Dória, formado na base do Botafogo e hoje no Granada-ESP. Ele é titular absoluto no time de Micale. Outro que começou no futebol carioca, mas saiu cedo, é o meia-atacante Vitinho, ex-Botafogo, hoje no Internacional-RS.

A safra de jogadores talentosos inclui ainda os meias Felipe Anderson (Lazio-ITA), Fred (Shakhtar Donetsk-UCR), Lucas Silva (Olympique-FRA), Rodrigo Caio (São Paulo), Valdivia (Inter) e Walace (Grêmio). No ataque, os destaques são Gabriel Jesus (Palmeiras), Luan (Grêmio) e Vinícius Araújo (Cruzeiro).

TORNEIO PODE TER MESSI, CR7 E IBRAHIMOVIC

Messi, Cristiano Ronaldo, Ibrahimovic e Thomas Muller. Esses nomes poderão estar nos gramados brasileiros defendendo seus países, em busca do ouro olímpico. Argentina, Portugal, Suécia e Alemanha garantiram vaga nos Jogos Olímpicos do Rio.

Até agora, o único que se manifestou foi Zlanatm Ibrahimovic. O atacante sueco do Paris Saint-Germain, que não veio à Copa do Mundo de 2014, já afirmou que gostaria de defender as cores de seu país na Olimpíada do Rio.

Cabeça de chave do Grupo A, a seleção brasileira disputará dois jogos da primeira fase em Brasília e outro em Salvador.

Últimas de _legado_Olimpíada