Modalidades como a ginástica rítmica e o hipismo unem esporte e arte

Brasil vai buscar medalhas nestes esportes na Olimpíada

Por O Dia

Rio - Já virou lugar-comum dizer que as provas de ginástica rítmica são as mais bonitas dos Jogos Olímpicos, uma combinação de força atlética, graça e arte. Mas quem resiste aos movimentos das atletas, embaladas por trilhas sonoras e coreografias desafiadoras? E no Rio, o Brasil estará representado por uma equipe forte e com chances de medalhas.

Também na prova individual, o país-sede entrará para brigar por um lugar no pódio. A capixaba Natália Gaudio surpreendeu e conquistou a vaga que já era dada como certa para a paranaense Angélica Kvieczynski. No Mundial de Stuttgart, na Alemanha, Natália somou 46,766 pontos, enquanto Angélica ficou com 46,649.  A Federação Internacional de Ginástica determina que a vaga é daquela que conquistar o melhor resultado para o país no individual geral.

Ginástica rítmica do Brasil busca bom resultado em casaDivulgação

O Mundial de 2015 distribuiu 15 vagas individuais e dez para equipes. Para a competição em grupos, garantiram vaga Rússia, Bulgária, Espanha, Itália, Japão, Israel, Bielorrússia, China, Estados Unidos e Ucrânia.

Já para as disputas individuais, virão Rússia (duas vagas), Bielorrússia (vagas), Geórgia, Ucrânia, Azerbaijão, Israel, Estados Unidos, Espanha, Bulgária, Coreia do Sul, França, Grécia e Japão. As vagas restantes serão disputadas no evento-teste de ginástica do Rio 2016, marcado para abril de 2016.

HIPISMO VOLTA A BRIGAR PELO PROTAGONISMO

Classificados para todas as provas de hipismo, os brasileiros entram na disputa com chances reais de medalhas. O responsável por comandar o time brasileiro será o técnico americano George Morris, de 77 anos, campeão olímpico em Pequim-2008.

A equipe tem cavaleiros experientes como Rodrigo Pessoa Filho, Álvaro ‘Doda’ de Miranda ou Marlon Zanotelli. Entre as mulheres, Luiza Almeida é o destaque no adestramento.

Ela conquistou ouro individual e prata por equipe nos Jogos Mundiais Militares de 2011 e chegou à final da Copa do Mundo, em 2009, na Holanda. Nos Jogos, o hipismo é disputado em três modalidades: adestramento, saltos e Concurso Completo de Equitação (CCE).

Últimas de _legado_Olimpíada