Raulzinho contém ansiedade para a Olimpíada: 'Não é um evento qualquer'

Armador disputará os Jogos Olímpicos pela segunda vez

Por O Dia

São Paulo - Com expectativa de subir ao pódio na Olimpíada do Rio, a seleção masculina de basquete entrou na reta final da preparação para a disputa, nesta semana. A equipe de Ruben Magnano aquecerá as baterias para a principal competição do ano em uma série de amistosos, com início nesta quinta-feira, contra a Austrália. No elenco de 12 jogadores, oito já estiveram em Jogos Olímpicos - é o caso de Raulzinho. Experiente, o armador do Utah Jazz revelou a ansiedade pela sua segunda briga olímpica - ele estave em Londres-2012.

"Estamos muito unidos, concentrados, e essa união, esse bom ambiente que temos é um dos fatores importantes para que a gente possa alcançar os nossos objetivos. A ansiedade é grande, à medida em que se aproximam os Jogos, não é um evento qualquer, são as Olimpíadas, na nossa casa, é uma ansiedade boa, um friozinho na barriga que serve mais como motivação do que como pressão. Importante termos esses últimos amistosos para sabermos em que nível está o nosso time, enfrentando seleções que estão com o mesmo objetivo que o nosso", disse Raulzinho, via assessoria de imprensa.

O Brasil encara a Austrália, na quinta-feira, às 20h. Na sequência, disputa o Super Four, contra a China. O vencedor do confronto encara quem sair vitorioso do jogo entre Lituânia e Austrália. Ao fim da competição, a seleção enfrenta novamente a China, no dia 2 de agosto. A estreia na Olimpíada será contra a Lituânia, no dia 7.

Raulzinho, Nenê e Marquinhos são alguns dos veteranos em Olimpíadas Gaspar Nóbrega / Divulgação CBB


Últimas de _legado_Olimpíada