Vanderlei Cordeiro de Lima se eterniza como herói olímpico e 'ganha' o ouro

Ex-maratonista acende a pira na Cerimônia de Abertura

Por O Dia

Rio - Vanderlei Cordeiro de Lima já fazia parte da história olímpica brasileira. Ele se eternizou ainda mais no olimpo nacional. O ex-maratonista acendeu a pira na Cerimônia de Abertura da Olimpíada do Rio, nesta sexta-feira, no Maracanã.

Vanderlei acendeu a pira olímpicaMárcio Mercante

"Recebi a minha medalha de ouro hoje (sexta-feira). Foi a minha primeira vez em uma cerimônia de abertura, já que sempre cheguei nos locais depois desta festa. Não tinha noção de como era tudo isso", disse Vanderlei Cordeiro de Lima, em entrevista à TV Globo.

FOTOGALERIA: Brasil dá show na festa de Cerimônia de Abertura da Olimpíada

Em 2004, na Olimpíada de Atenas, Vanderlei liderava a maratona quando foi agarrado por um padre. Ele continuou na prova e ganhou a medalha de bronze. A chegada ao estádio, fazendo um aviãozinho, entrou para a história olímpica.

Além de herói olímpico brasileiro, Vanderlei ostenta a maior honraria dos Jogos: ele recebeu a medalha Pierre de Coubertin, distinção criada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) para valorizar os atletas que, durante as competições, aplicassem os ideais do olimpismo em uma situação inusitada ou adversa.

Últimas de _legado_Olimpíada