Por pedro.logato

Rio - Carrascas da seleção brasileira feminina de handebol no último Mundial, as romenas não viram a cor da bola na Arena do Futuro e foram derrotada por 26 a 13. A atuação do Brasil foi tão boa que a equipe supriu a expulsão de Duda Amorim, melhor jogadora do mundo em 2014, ainda na metade do primeiro tempo e conseguiu a segunda vitória nos Jogos Olímpicos.

Alexandra comemora vitória do BrasilFlavio Florido/Exemplus/COB

LEIA MAIS: Notícias, programação e quadro de medalhas da Olimpíada do Rio

"A Eduarda (Duda Amorim) tomou vermelho e ela é nossa muralha ali atrás. No ataque tb é muito importante. O jogo mal tinha começado e ela foi expulsa. Mostramos maturidade. Quem entrou fez o mesmo papel e não caímos", disse Alexandra, que ressaltou a frieza da equipe ao enfrentar a Romênia, sem deixar se levar pela revanche:

"Foi bem difícil o que aconteceu com a gente no mundial da Dinamarca contra a Romênia. Elas conseguiram ver o que estávamos fazendo e bloquear. Hoje tentamos jogar sem ficamos presos no passado, se não fosse assim ficaríamos com raiva. Não jogamos com raiva e sim com o objetivo dos dois pontos, sem pensar quem estava do outro lado da quadra e conseguimos maravilhosamente bem. Escutamos o que o Morten estava querendo defensivamente e o ataque e funcionou. Nossa goleira foi maravilhosamente bem. Deu tudo certo e espero que continue assim", contou a melhor jogadora do mundo em 2012.

Você pode gostar