Por lucas.cardoso

Rio - Um dos diretores responsáveis pela cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, Fernando Meirelles disse em entrevista que a modelo Gisele Bündchen "errou" durante sua participação no evento. O cineasta revelou em entrevista a uma rádio, nesta segunda-feira que por conta de uma demora no desfile uma cena entre a Gisele e Tom Jobim foi cortada.

Gisele Bundchen durante desfile na abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016Reprodução

Fernando falou ao programa "Timeline Gaúcha", da Rádio Gaúcha que travessia de 128 metros da modelo no palco montado sobre o gramado, apesar de muito elogiada por toda a mídia, não foi tão perfeita por ter sido mais lenta do que o ensaiado. Gisele foi um dos pontos altos da festa de abertura que aconteceu na última sexta-feira, no Maracanã. Veja galeria de fotos

"A Gisele Bündchen errou, por exemplo. A gente combinou uma velocidade e ela andou um pouquinho mais lento. Eu acho que ela estava empolgada", afirmou o cineasta. Ele ainda revelou que todos os ensaios foram "péssimos". De acordo com Meirelles, outra falha ocorreu durante a entrada de uma menininha com uma pipa. Ela teria andado mair rápido, não dando tempo para que o brinquedo subisse e decesse no tempo exato.

O cineasta também contou à rádio que o planejado era que o presidente em exercício, Michel Temer fosse anunciado conforme o protocolo previa e que ele teria se assustado com a mudança feita, "Tomei um susto na cadeira. Foi uma surpresa até para mim. Depois fiquei sabendo que foi um pedido do pessoal dele, provavelmente por saber que haveria vaia".

Leia mais:

Michel Temer é vaiado em abertura dos Jogos Olímpicos

Cerimônia de abertura tem 'baixa tecnologia' e fortes mensagens políticas


Você pode gostar