Por renata.amaral

Rio - Robert Scheidt chegou a decepcionar na primeira regata do laser masculino - ele ficou apenas na 23ª colocação. Mas o atleta brasileiro não demorou a mostrar por que acumula cinco medalhas olímpicas: na segunda regata, se recuperou e terminou na ponta. Em cada evento, os dez primeiros se classificam para a disputa de medalhas.

Robert Scheidt terminou o dia com vitóriaGuito Moreto / O Globo / NOPP

Patricia Freitas também deu exemplo de recuperação no RS-X feminino. A velejadora começou na sexta posição, e depois acabou caindo para a oitava. Logo depois, na terceira regata, subiu para o quarto lugar.

LEIA MAIS: Notícias, programação e quadro de medalhas da Olimpíada do Rio

Já Ricardo Santos não teve a mesma sorte. O velejador, que terminou a primeira etapa em sexto lugar, caiu uma posição e terminou na sétima, no RS-X masculino. Já no laser radial, terminou em nono. Fernanda Decop também caiu de rendimento - no laser radial feminino, começou na 14ª posição e depois amargou a 20ª, na segunda regata.

Você pode gostar