Por pedro.logato

Rio - Demorou, mas finalmente o Brasil conseguiu uma medalha no judô. E foi de ouro. A carioca Rafaela Silva desbancou as suas rivais e se tornou campeã olímpica, atuando no seu país e na sua cidade. O dia foi positivo também para as meninas do handebol, que voltaram a vencer, desta vez a Romênia. Ághata e Bárbara voltaram a vencer pelo vôlei de praia. A dupla masculina formada por Alisson e Bruno Schmift não teve um bom dia e perdeu para a dupla da Austrália. No basquete feminino, o Brasil voltou a ser derrotado, desta vez, para as japonesas. No vôlei feminino, as bicampeãs olímpicas passaram pela Argentina.

FOTOGALERIA: Confira as imagens da segunda-feira (7) da Olimpíada

Ouro de Rafaela Silva

A judoca de 24 anos se consagrou no Rio de Janeiro. Nascida na Cidade de Deus, Rafaela Silva viveu um dia de rendenção. Nas quartas de final, ela superou a húngara Hedvig Karakas, contra quem foi desclassificada na última edição da Olimpíada (Londres), devido a um golpe ilegal. Este fato ainda fez Rafaela sofrer ofensas racistas de brasileiros, o que a fez pensar em desistir. Na final, ela derrotou a atleta de Mongólia, Sumiya Dorjsuren.

Rafaela Silva calou os críticos e conquistou a medalha de ouro na categoria até 57kgMárcio Mercante / Agência O Dia

Seleção de handebol vence outra

A seleção brasileria de handebol voltou a vencer pelos Jogos Olímpicos. Contra a Romênia, algoz do último mundial, a equipe verde e amarelo não tomou conhecimento da equipe rival e derrotou a equipe da Europa por 26 a 13. Agora, as meninas pegam a Espanha na próxima quarta-feira, 9h30, no mesmo local.

Brasil passou fácil pela RomêniaFlavio Florido/Exemplus/COB

Mulheres vencem e homens perdem na praia

Mais uma vitória no vôlei de praia feminino brasileiro. Ághata e Bárbara passaram pela dupla argentina. As brasileiras voltam a jogar na quarta-feira, contra Liliana Fernandez e Elsa Baquerizo, da Espanha, às 17h30, pelo Grupo B. O mesmo não se pode dizer de Alison e Bruno Schmidt. Os brasileiros perderam para a dupla da Áustria, Doppler e Horst. Eles vão tentar a reabilitação no duelo diante da Itália, nesta quarta-feira, às 15h30, na Arena de Vôlei de Praia, em Copacabana.

Ágatha e Bárbara Seixas estão invictas nas areias de CopacabanaCelio Messias / Inovafoto / Divulgação

Nova derrota no basquete

A seleção feminina de basquete do Brasil voltou a perder nos Jogos Olímpicos. Depois de cair na estreia pela Austrália, desta vez, a equipe verde e amarela acabou sendo derrotada pelo Japão por 82 a 66. O Brasil já volta a quadra nesta terça-feira para enfrentar a Bielorrúsia às 15h30, na Arena da Juventude, tentando manter o sonho da classificação aceso.

Brasil abusou dos erros e acabou derrotado pelo Japão na Arena da Juventude Adriano Vizoni / Folhapress / NOPP

Eliminação no tênis de mesa

Hugo Calderano fez história no tênis de mesa. O brasileiro chegou até as oitavas de final e igualou a marca de Hugo Hoyama nos Jogos de Atlanta. Calderano acabou derrotado Jun Mizutani por 4 a 2, mas se despediu dos Jogos com uma marca importante.

Hugo Calderano acabou sendo eliminadoAlexandre Cassiano / O Globo / NOPP

Brasil fica em sexto na ginástica artística

Na ginástica, a seleção brasileira masculina ficou em sexto lugar na final por equipes. A participação, apesar da ausência da medalha foi histórica para o país. Os atletas ainda vão ter as competições individuais na luta pelo pódio.

Brasil terminou em sexto lugar na final por equipesAlexandre Loureiro/Exemplus/COB

Mais um show do "Dream Team" e vitória brasileira no pólo aquático

Após a estreia com um massacre sobre a China, a seleção masculina de basquete dos Estados Unidos passou por cima da Venezuela. Os sul-americanos até equilibraram a partida no primeiro quarto, porém depois, os norte-americanos fizeram 113 a 69 e seguem na sua campanha em busca de mais um ouro.

DeAndre Jordan crava a bola para garantir mais uma vitória fácil do Dream Team na OlimpíadaAndre Durão / Globoesporte.com / NOPP

Em busca de uma medalha no pólo aquático, a seleção masculina teve mais uma dia positivo. Contra o Japão, o Brasil não teve dificuldades e derrotou os rivais por 16 a 8. A equipe verde e amarela lidera o seu grupo.

Brasil venceu mais uma no pólo Danilo Verpa / Folhapress / NOPP

Djoko e irmãs Williams perdem nas duplas

O dia não foi muito bom para as grandes estrelas do tênis. Após ser eliminado na estreia da chave simples, o número 1 do mundo, Novak Djokovic, foi derrotado representando a Sérvia nas duplas pelos brasileiros Marcelo Melo e Bruno Soares, que são fortes candidatos a uma medalha na competição.

Andre Melo e Bruno Soares venceram mais uma Júlio César Guimarães / Uol / NOPP

As irmãs norte-americanas, Venus e Serena Willians, foram derrotadas nas duplas. Elas caríam para a dupla da República Tcheca, formada por Lucie Safarova e Barbora Strycova. 

Serena foi derrotada ao lado da irmã VenusJúlio César Guimarães / Uol / NOPP

Porém, apesar da vitória de Melo e Soares, o dia não foi apenas de flores para o Brasil no tênis. Rogério Dutra acabou derrotado pelo francês Gael Monfils. Nas duplas, André Sá e Thomaz Bellucci também fora eliminados. Eles perderam para os italianos Fabio Fognini e Andreas Seppi. 

Natação continua sem alegrias

O Brasil viveu mais uma dia sem maiores emoções na natação. Manuella Lyrio, Leonardo de Deus e Marcio Kaio fizeram bons tempos e se classificaram para a semifinal. Porém, de noite, ambos não conseguiram marcas para a disputa das finais das suas respectivas provas. Já Michael Phelps vai disputar a decisão dos 200m borboleta.

Kaio Márcio ficou pelo caminho na semifinal dos 200m borboleta nesta segunda-feiraFlavio Florido/Exemplus/COB

Vôlei feminino vence mais uma

Para fechar o dia, as meninas do vôlei venceram mais uma. Contra a seleção argentina, as brasileiras bicampeãs olímpicas não tiveram dificuldades e derrotaram as rivais por 3 sets a 0 no fim da noite de segunda.

Sem sustos%2C Brasil passou fácil pela Argentina nesta segunda-feiraFIVB/Divulgação



Você pode gostar