EUA precisam de Anthony inspirado para bater a aguerrida Austrália

Americanos tem primeiro jogo complicado na Rio-2016 e vêem ala tornar-se o maior pontuador na história da equipe

Por O Dia

Rio - Após duas vitórias tranquilas contra China e Venezuela, o Dream Team americano precisou contar com a inspiração de Carmelo Anthony para superar a Austrália por 98 a 88 nesta quarta-feira, na Arena Carioca 1. Depois de vencer a França e a Sérvia, os australianos mostraram que podem brigar por um lugar no pódio e até mesmo incomodar a seleção americana.

LEIA MAIS: Notícias, programação e quadro de medalhas da Olimpíada do Rio

Com atuação segura e equilibrada, os australianos contaram com a mão certeira de Pat Mills (30 pontos) para endurecer a partida. Porém, do outro lado estava o ala do New York Knics com o arremesado de três calibrado, conseguindo terminar a partida com 31 pontos e tornando-se o maior pontuador americano na história da Olimpíada com 293 pontos, 20 a mais que os 273 de LeBron James, que disputou o torneio olímpico três vezes. A noite de Anthony foi tão inspirada, que o jogador também igualou o seu recorde de bolas de três em jogo olímpico ao acertar nove vezes.

Estados Unidos não teve moleza mas venceu a AustráliaAdriano Vizoni / Folhapress / NOPP

Praticamente classificados, os Estados Unidos voltam às quadras na sexta-feira para enfrentar a Sérvia, às 19h30, tentando manter os seus 100% na Olimpíada e a marca de mais de dez anos sem derrota. Já a Austrália segue bem colocada e também vai buscar a sua vaga contra a China, no mesmo dia, às 14h15, Arena Carioca 1. 


Últimas de _legado_Olimpíada