Meninas da seleção brasileira de futebol já vivem clima de revanche na Olimpíada

Brasil terá pela frente a Austrália, algoz da última Copa

Por O Dia

Rio - Clima de revanche para a partida contra a Austrália, pelas quartas de final do torneio feminino de futebol nos Jogos do Rio, tomou conta das meninas da Seleção. Com a primeira etapa da competição cumprida, elas só pensam em dar o troco nas rivais, que bateram o Brasil na Copa do Mundo de 2015.

A eliminação ainda está engasgada, principalmente pela maneira como aconteceu. O Brasil dominou o jogo do início ao fim, mas, em uma falha da goleira Luciana, convocada como suplente para os Jogos do Rio, as australianas fizeram o gol que sacramentou o adeus das brasileiras.

Antes do início da Olimpíada, as duas equipes se enfrentaram em amistoso realizado em Fortaleza e a Seleção venceu, de virada, por 3 a 1. Mas não foi o suficiente para deletar e as lembranças do Mundial.

Brasil tem a Austrália pela frenteAlexandre Loureiro/Exemplus/COB

LEIA MAIS: Notícias, programação e quadro de medalhas da Olimpíada do Rio

“Vai ser uma decisão. Elas nos eliminaram na Copa do Mundo, vão querer vir para cima e temos que estar preparadas. Vamos jogar, nem que tenha que fazer fisioterapia de madrugada. Estou disposta a tudo”, disse a atacante Cristiane — dúvida para partida de hoje, em razão de uma lesão na coxa direita —, em entrevista após o empate em 0 a 0 com a África do Sul.

Enquanto as meninas admitem que há um sentimento de revanche, Vadão prefere minimizar este clima. Para o técnico, o mais importante é que o Brasil alcançou a primeira meta e está pronto para os jogos decisivos.

“Nosso objetivo era classificar. Não podíamos ficar fora na primeira fase. Estamos dentro daquilo que foi planejado. Esperamos, agora, caminhar firme para dar um salto importante no próximo jogo. Queremos ir logo à semifinal”, afirmou o treinador.

Caso passem pela Austrália, as meninas brasileiras irão encarar o vencedor de EUA e Suécia, na semifinal.

Últimas de _legado_Olimpíada