Presenças de lendas e interatividade são os destaques da NBA House no Rio

Espaço organizado pela liga norte-americana de basquete abre ao público nesta sexta-feira e trará muitas surpresas

Por O Dia

Rio - Os fãs de basquete não terão somente a Arena Carioca 1 e da Juventude como ponto de encontro durante a Olimpíada. A partir desta sexta-feira, os amantes da bola laranja terão um verdadeiro quartel general da NBA, montado no Armazém 6, no Boulevard Olimpíco, onde poderão desfrutar de experiências únicas. Com ações de interatividade e presença de jogadores e lendas, o espaço inicia suas atividades com funcionamento diário das 11h às 20h e estando aberto até o dia 21. A entrada é gratuita.

São esperados 50 mil pessoas durante os dez dias de funcionamento do espaço. A casa contará com espaços para jogos, exibições, interação em realidade aumentada e muita diversão. Vice-presidente da NBA na América Latina, Arnon de Mello Neto falou sobre a expectativa quanto ao sucesso do espaço e principalmente na missão de aproximar o público brasileiro da NBA.

Quadra para desafios e exibições de talento na NBA HouseEdsel Britto / Agência O DIA

"Fizemos a casa na Olimpíada de Londres, no Mundial na Espanha (além de outras duas em edições do All-Star Game), mas essa, com certeza, é a maior delas e a que está mais conectada. Vamos ter a possibilidade dos fãs da NBA que estão fora do Brasil poderem interagir com quem estiver aqui e com as lendas. O Tiago Splitter será nosso grande embaixador, o Anderson Varejão também deve vir, assim como outros americanos que não estão participando da Olimpíada", afirmou.

Logo na entrada do espaço, fã terá a chance de vivenciar como é um vestiário da NBA e poderá se comunicar com atletas através da realidade aumentada. O espaço conta ainda com duas quadras: a central, para exibições, e outra para desafios de habilidade. Dois atletas que não puderam reforçar a seleção brasileira na Olimpíada têm presença confirmada na NBA House: Tiago Splitter, embaixador da casa, e Anderson Varejão. Além dos brasileiros, três lendas e ex-campeões da NBA também passaram pelo espaço: Gary Payton, Glen Rice e Bruce Bowen.

Camisas de todos os times da NBA estarão expostas no espaço da liga no Brasil Edsel Britto / Agência O DIA

O troféu Larry O'Brien, entregue ao campeão da liga, estará exposto no local, que conta ainda com um setor para curiosidades. Quem é o jogador mais alto? O mais baixo? Qual o maior pé? A maior mão da história da liga? Tudo isso está devidamente reproduzido na NBA House. Fãs ainda poderão conversar com jogadores que não estão no Brasil, através de videoconferência.

Ídolo da torcida do Flamengo, o pivô Jerome Meyinsse será o repórter oficial da NBA durante os Jogos. Recentmente transferido para o San Lorenzo após três anos e oito título pelo Rubro-Negro, o americano espera que essa experiência faça com que o basquete siga crescendo no Brasil.

"Desde que cheguei aqui, o basquete já cresceu bastante. Com essa casa e a Olimpíada, vai crescer muito mais. Está muito bem feito, é gostoso ver tudo que tem aqui."


Últimas de _legado_Olimpíada