Rebeca fica em 11º, Jade Barbosa cai e vai para hospital na final da ginástica

Simone Biles conquistou o ouro na final individual geral

Por O Dia

Rio - A final individual geral, que definiu quem é a ginasta mais completa do mundo teve de tudo. Apresentações belíssimas, quedas, choro e a consagração da nova rainha da ginástica mundial, Simone Biles. Com atuações perfeitas, ela conquistou a sua segunda medalha de ouro nos Jogos do Rio. A compatriota Alexandra Raisman ficou com a prata e a russa Aliya Mustafina com o bronze. Rebeca Andrade terminou em 11º lugar e Jade Barbosa que abandonou a prova após a queda ficou em último.

As brasileiras iam bem até a queda de Jade, no solo. Ela torceu o tornozelo e deixou a arena aos prantos e em uma cadeira de rodas indo direto para a policlínica da vila fazer exames. Rebeca chegou a terminar a primeira série em terceiro lugar, mas apesar de boas exibições e da torcida recebeu notas baixas que a deixaram fora da disputa.

Ante de começar a prova a ansiedade era visível nos rostos de Rebeca Andrada e Jade Barbosa. Os sorrisos escancarados só vieram quando o nome da dupla brasileira foi anunciada na Arena Olímpica do Rio. Rebeca puxou a fila e foi a primeira a se apresentar no salto. Foi muito bem, ousou no salto e recebeu nota 15.566. Em seguida virem as americanas Alexandra Raisman e Simone Biles, que confirmaram o favoritismo e passaram a frente da brasileira. Biles, 15.866 e Raisman 15.633. Jade Barbosa faz uma boa apresentação na trave , mas a nota foi muito vaiada, 13.700 e decepcionando a torcida.

No segundo rodício, a campeã olímpica Alexandra Raisman fez uma boa execução nas barras assimétricas e levou nota 14.166. Biles veio e conseguiu uma nota melhor, 14.966.

Jade Barbosa antes de sofrer queda Efe

Jade cai, deixa arena de cadeira de rodas e vai para o hospital

A apresentação de Jade Barbosa terminou em uma queda feia e na saída da ginasta da prova.Ela deixou a Arena Olímpica do Rio de cadeira de rodas e abandonou em seguida a competição. Logo na primeira sequência de mortais, ela concluiu mal o movimento e bateu violentamente no chão, machucando o tornozelo. Mesmo assim tentou continuar. Mas por causa da dor, não conseguiu prosseguir deixando a arena aos prantos, comovendo toda a torcida, que gritava seu nome. Ela foi para a policlínica da Vila Olímpica fazer exames no tornozelo. O boletim médico ainda não foi divulgado.

Enquanto isso, Rebeca Andrade passou pelas barras assimétricas com uma boa apresentação e a nota 14.033 e caiu para a 14º posição no segundo rodízio. Mas a queda de Jade parece ter abalado o lado psicológico de Rebeca, que fez uma apresentação muito tensa na trave. Por duas vezes se desequilibrou e por pouco não caiu. Mas após o susto finalizou bem com uma saída de duplo mortal carpado. A nota foi baixa, 13.600, mereceu vaias da torcida e a deixou praticamente fora do pódio. A brasileira caiu para a oitava posição com 43.199 pontos.

Já  Biles segurava a ponta e se aproximava de sua segunda medalha de ouro, perseguida de perto pela russa Aliya Mustafina e pela compatriota Alexandra Raisman. A decisão foi no solo. Rebeca arrasou no ritmo de Beyonce e teve o nome ovacionada na arena. Sua série foi ousada, criativa e envolvente. Mas a nota, 13. 766. revoltado o público vaiou e depois gritou seu nome. Era a despedida da brasileira na prova. Já Alexandra Raisman e Simone Biles tiveram apresentações arrebatadoras, que conquistaram o público. Alexandra saiu do tablado muito emocionada e Biles esbanjando alegria. A nota definia a vencedora e foi Biles, que levou 15.933 e chorou emocionada.

Últimas de _legado_Olimpíada