Por edsel.britto

Rio - Rafael Silva repetiu no Rio o que fez em Londres, há quatro anos. Na tarde desta sexta-feira, sexto e último dia de competicões do judô, na Arena Carioca 2, o brasileiro da categoria pesado masculina (+ 100 kg) venceu Abdullo Tangriev, do Uzbequistão, por um yuko e conquistou sua segunda medalha em Jogos Olímpicos.

Após se recuperar da derrota para o francês Teddy Riner, nas quartas de final, com vitória sobre o holandês Roy Meyer na repescagem, Baby entrou cheio de gás na luta pelo segundo bronze olímpico da carreira. E o adversário inspirava, pois venceu o brasileiro na final do torneio absoluto da Rússia, sem limite sem peso, em 2014. 

Rafael Silva garantiu a medalha de bronze para o BrasilMárcio Mercante

A luta foi equilibrada na maior parte do tempo. Mas, no último minuto, quando uma punição a mais para o uzbeque lhe dava a vantagem, Rafael conseguiu derrubá-lo de lado. A arbitragem demorou, mas deu a pontuação mínima para Baby. Depois, Tandriev parou de forçar e a luta acabou como estava.

Mesmo com o bronze de Rafael, o judô brasileiro não cumpriu a meta estabelecida pela confederação brasileira da modalidade, de, no Rio, superar em qualidade, ou em quantidade, o número de medalhas de Londres. Na edição anterior dos Jogos Olímpicos, o Brasil voltou com uma medalha de ouro e três de bronze no judô. Este ano, em seis dias de competição, ganhou um ouro com Rafaela Silva (até 57 kg) e outro bronze com Mayra Aguiar (até 78 kg).

O Brasil teve representantes nas 14 categorias do judô na Rio-2016, algo inédito para o País. Além de Maria Suelen Althemane (+ 78 kg), que foi eliminada na estreia, na manha desta sexta-feira, outros nove judocas brasileiros saíram sem medalha.

Nos outros dias, Charles Chibana (66 kg) e Alex Pombo (73 kg) também forma eliminados na primeira luta. Tiago Camilo (90 kg) e Maria Portela (70 kg) caíram nas oitavas de final. Sarah Menezes (48 kg), que defendia o título olímpico, e Felipe Kitadai (60 kg) perderam nas quartas de final e na repescagem pelo bronze. Erika Miranda (52 kg) perdeu nas quartas de final, avançou na repescagem, mas perdeu a disputa final pelo bronze. Já Mariana Silva (63 kg) perdeu na semifinal e na disputa pelo bronze.

Você pode gostar