Resumo do dia: Judô dá mais uma medalha para o Brasil; Phelps bate recordes

Bronze de Mayra Aguiar faz o Brasil voltar a conquistar medalhas após três dias, enquanto Michael Phelps torna-se tetracampeão dos 200m medley, além de bater recordes históricos até mesmo da Era Antiga

Por O Dia

Rio - Após três dias sem subir ao pódio, o Brasil voltou a conquistar medalhas nesta quinta-feira e mais uma vez com as mulheres no judô. Desta vez, Mayra Aguiar, assim como em Londres-2012, faturou o bronze na categoria até 78kg. No handebol, os homens surpreenderam e derrotaram a Alemanha, número do ranking mundial, por 33 a 30 e seguem com boas chances de classificação. Na ginástica, um susto com Jade Barbosa. A ginasta caiu e acabou torcendo o tornozelo durante sua apresentação no solo e precisou ser encaminhada para a policlínica da Vila dos atletas. Outra brasileira na disputa, Rebeca Andrade ficou em 11º lugar.

GALERIA: Confira as principais imagens da quinta-feira (11) da Olimpíada

No tênis, Belluci segue vivo na busca por uma medalha após vencer belga David Goffin. Nas quartas, o brasileiro terá pela frente Rafael Nadal. Já no basquete, duas derrotas e uma eliminação. No masculino, a seleção lutou até o fim mas acabou perdendo por 80 a 76 e no sábado precisa vencer a Argentina para manter as chances de avançar. Já as mulheres deram adeus à Rio-2016 após perderam por 74 a 64 para as francesas e completaram quatro derrotas seguidas. No boxe, Joedison Teixeira venceu o argelino Abdelkader Chadi e avançou para as oitavas de final. 

Mayra consegue mais um bronze

Assim como em Londres-2012, Mayra Aguiar conquistou mais um bronze na carreira na categoria até 78kg. Muito comemorado pelo judoca, o metal da medalha poderia ter sido diferente. Na semifinal, contra a francesa Audrey Tcheuméo, a brasileira deu um vacilo fim ao ser punida por golpe ilegal e acabou disputando o terceir lugar. Já entre os homens, Rafael Buzacarini parou nas oitavas de final.

Mayra Aguiar exibe a medalha olímpicaMárcio Mercante

Michael Phelps torna-se o maior nome do esporte

A certeza que o mundo teve nesta quinta-feira é que Michael Phelps será um nome conhecido para eternidade como o maior atleta olímpico de todos os tempos.  O americano bateu recordes históricos não só dos Jogos da Era Moderana assim como da Antiga. O nadador tornou-se o primeiro tetracampeão dos 200m medley, alcançou a 22ª medalha de ouro, a 27ª da carreira, além de virar o maior vencedor de provas individuais superando a marca datada ainda da Grécia Antiga. Uma lenda, um mito vivo do esporte. Na mesma prova, entre os mortais, Thiago Pereira teve bom desempenho, mas perdeu ritmo no fim e ficou apenas em 7º.

Michael Phelps quebrou recordes históricos até mesmo das Olimpíadas da Era AntigaAlexandre Cassiano / O Globo / NOPP

Handebol consegue vitória histórica

Após vencer a Polônia na estreia pela primeira vez na história, a seleção masculina de handebol escreveu mais um capítulo importante nesta quinta-feira. Os brasileiros foram aguerridos e derrotaram a Alemanha, uma das favoritas á medalha de ouro, por 33 a 30. Com duas vitórias em três jogos, a equipe segue com boas chances de avançar.

Brasil encarou a Alemanha no handebol e venceu os favoritos ao ouroSaulo Cruz/Exemplus/COB

Jade dá susto e Rebeca fica em 11º

Na final do individual geral da ginástica, Jade Barbosa deu um susto na torcida. Durante sua apresentação no solo, a brasileira caiu e acabou torcendo o tornozelo. Com muita dor, a ginasta saiu de cadeira de rodas e foi encaminhada para exames na policlínica da Vila dos atletas. Outra brasileira na prova, Rebeca Andrade ficou em 11º lugar. A sensação americana, Simone Biles, ficou com o ouro.

Jade Barbosa chora após sofrer quedaAntonio Milena / Veja / NOPP

Belluci avança e encara Nadal

Após ter sua partida adiada por conta do mau tempo, Thomaz Belluci foi a quadra nesta quinta-feira e conseguiu bater o belga David Goffin por 2 sets a 0 e agora vai encarar o ex-número 1 do mundo Rafael Nadal nas quartas de final.

Thomaz Belluci avançou às quartas e vai encarar Rafael NadalEfe

Basquete perde em dose dupla e um dá adeus

Depois da incrível vitória contra a Espanha na terça-feira, a seleção masculina de basquete voltou a quadra nesta quinta-feira e fez um jogo muito duro contra a Croácia, mas acabou sucumbindo e perdendo por 80 a 76. Com uma vitória e duas derrotas, a equipe de Rúben Magnano precisa vencer a Argentina no sábado para manter vivo o sonho da classificação. Já as meninas do Brasil perderam a quarta seguida, desta vez para a França por 74 a 64 e deram adeus à Rio-2016.

Nenê não impediu derrota do BrasilMarcio Fernandes / Estadão / NOPP

Mais um brasileiro avança no Boxe

Assim como na quarta-feira com as vitórias de Robenilson e Michel, o boxe brasileiro classificou mais um lutador nesta quinta-feira. Desta vez,  Joedison Teixeira venceu o argelino Abdelkader Chadi e avançou para as oitavas de final. 

Joedison Teixeira venceu o argelino Abdelkader Chadi por decisão dividida Adriano Vizoni / Folhapress / NOPP

Vôlei de praia classifica no feminino e no masculino

Favoritas a uma das medalhas, Larissa e Talita mantiveram os 100% na Olimpíada e nesta quinta-feira vencenram as polonesas Kinga e Monika por 2 sets a 0 e seguiram em primeiro lugar na sua chave. Já Pedro Solberg e Evandro se recuperam depois de duas derrotas e conseguiram vencer a dupla da letônia por 2 sets a 1 e garantiram sua vaga nas oitavas de final.

Larissa e Talita venceram mais uma e mantém 100% Marcelo Pereira/Exemplus/COB

Vôlei desperdiça chance de classificação antecipada

Depois duas vitórias seguidas e diante de uma seleção dos Estados Unidos pressionada, o Brasil tinha tudo para garantir a classificação antecipada nesta quinta-feira. Porém, a equipe de Bernardinho teve atuação abaixo da média e viram os americanos jogarem muito e conquistarem o primeiro triunfo na Olimpíada com um 3 sets a 1.

Brasil jogou mal e caiu diante dos Estados Unidos por 3 sets a 1FIVB/Divulgação



Últimas de _legado_Olimpíada