Brasil precisa de ajudinha da Argentina para conseguir se classificar

Seleção de basquete tem de bater a Nigéria e contar com triunfo argentino para sonhar com uma vaga nas quartas de final

Por O Dia

Rio - A conta é 'simples': ganhar e secar. A situação que é complicada. Para evitar que o sonho de uma medalha vire um pesadelo e eliminação logo na primeira fase, o Brasil tem de vencer a Nigéria, nesta segunda-feira, às 14h15, na Arena Carioca 1, e torcer para a Argentina ganhar da Espanha, às 19h. Só esta combinação leva a Seleção às quartas de final. Se avançar, o time brasileiro vai ter pela frente os Estados Unidos.

Sem tempo para lamentar os vacilos e a derrota para a Argentina — o jogo esteve nas mãos por duas vezes —, o Brasil se apega à esperança. A ordem é lutar e acreditar até o fim.

“Não vou entregar os pontos. Vamos nos esforçar até o último segundo nosso dentro dos Jogos Olímpicos. Ainda dependemos de outro resultado, mas estamos vivos na competição”, declarou o técnico Rubén Magnano. Ou seja, é ganhar e pular para a arquibancada e torcer para a Argentina.

Campeão olímpico em 2004 com a Argentina%2C Magnano precisa de uma ajudinha de seus hermanosAlexandre Loureiro/Exemplus/COB


Últimas de _legado_Olimpíada