Por pedro.logato

Rio - Em uma nota oficial em seu site, o comitê dos Estados Unidos pediu desculpas ao Brasil por conta do caso envolvendo os nadadores norte-americanos. O grupo se envolveu em uma confusão em um posto de gasolina e disse anteriormente que havia sofrido um assalto no Rio de Janeiro, versão mais tarde desmentida pela polícia.

O Comitê considera “inaceitável” a atitude dos quatro nadadores e afirma que possíveis punições serão analisadas quando todos estiverem nos Estados Unidos. Os nadadores envolvidos foram James Feigen, Ryan Lochte, Gunnar Bentz e Jack Conger.

Nesta quinta, Gunnar Bentz e Jack Conger prestaram depoimento e tiveram seus passaportes devolvidos pelas autoridades. Eles embarcaram à noite para os Estados Unidos. James Feigen também prestou depoimento, mas segue impedido de deixar o país. Ryan Lochte, por outro lado, já havia deixado o país quando a Justiça determinou a apreensão do passaporte dos quatros.

Confira o nota oficial do comitê:

“Em nome do Comitê Olímpicos dos Estados Unidos, nos desculpamos com nossos anfitriões no Rio e com as pessoas do Brasil por essa provação e desordem em meio a algo que deveria ser a celebração da excelência”, continuou a nota.

“A três dias do final dos Jogos Olímpicos, nosso foco principal continua em apoiar os atletas que ainda estão competindo e comemorando as conquistas daqueles que já terminaram”.

Você pode gostar