A Palinha do Apolinho: Corrida pelo atalho

Enquanto o Corinthians poupa alguns titulares, os demais times se empenham numa corrida alucinada para conseguir alguma coisa que possa oferecer às suas angustiadas torcidas

Por O Dia

Rio - Enquanto o Corinthians do técnico Fábio Carille, líder absoluto e invicto do Brasileiro, poupa alguns titulares nesta quarta-feira contra o Patriotas e pensa no confronto com o Flamengo, domingo, os demais se empenham numa corrida alucinada para conseguir alguma coisa que possa oferecer às suas angustiadas torcidas. Copa do Brasil, Libertadores, Sul-Americana, Primeira Liga, seja o que for. O importante é tentar fechar o ano com um título, nem que seja o da tal liga que ninguém liga, erguendo o Troféu Abacaxi. O absurdo salta aos olhos. Qualquer pessoa — até os recém-iniciados no futebol — sabe que o excesso de jogos leva ao fastio e à consequente queda de produção, atingindo frontalmente o consumidor que paga caro por espetáculos de má qualidade. O pior está por vir, esse coquetel envenenado está matando aos poucos o interesse da galera. Os jovens já desistiram e encontram as emoções que procuram num Fla-Flu de videogame.

SEM BOLA

Uma pesquisa revelada pelo André Rizek no programa Redação Sportv, mostra que os times que estão na frente no Campeonato Brasileiro têm menos posse de bola que os demais. Nenhuma novidade se nos prendermos à relação causa e efeito. Os que estão na frente têm tempo de posse necessário para alcançar o objetivo. Os demais têm a bola e não sabem o que fazer com ela. Perdem tempo com toques laterais e inúteis, fazem o arame liso, cercam, não machucam.

PEDALADAS

Fluminense encara a altitude de 2.850m de Quito para jogar com a Universidad Católica. Respirar será o sacrifício maior do que o que poderá representar o adversário, goleado facilmente por 4 a 0 no Maracanã.

Camilo e Damião chegaram no Inter como boias de salvação. Recebidos como se fossem Garrincha e Pelé.

Paulinho, 17 anos, fez seus primeiros gols no time principal do Vasco e já tem gente de olho nele.

BOLA DENTRO

A chance de Neymar ir para o PSG mexe no marcado. Os direitos de TV do Campeonato Francês, antes desprezado, está sendo disputado a beliscão.

BOLA FORA

Atlético-PR, em crise profunda, entra em campo para enfrentar o Grêmio pela Copa do Brasil perdendo por 4 a 0. Páreo corrido, tragédia anunciada.

Últimas de _legado_A palinha do Apolinho