A Palinha do Apolinho: Jogo de inteligência

Botafogo e Grêmio começam a discutir vaga nas semifinais da Liberta, com a primeira partida nesta quarta-feira à noite no Estádio Nilton Santos

Por O Dia

Rio - Botafogo e Grêmio começam a discutir vaga nas semifinais da Copa Libertadores, com o primeiro jogo nesta quarta-feira à noite no Estádio Nilton Santos. Jair Ventura precisa preparar o seu grupo para um jogo tenso, provavelmente fechado, e no qual o adversário vem para tentar levar a decisão para Porto Alegre. Na Libertadores, o gol fora de casa é qualificado para desempate, e Renato Gaúcho deve estar montando sua estratégia em cima disso. Para o Grêmio, o empate será ótimo resultado, a vitória o melhor dos mundos e, em caso de derrota, que seja com gol, 2 a 1, 3 a 2. Esse será o dilema alvinegro: jogar para ganhar, fazer um bom resultado e ao mesmo tempo cuidar para não tomar gol. Por isso, quase toda decisão em dois jogos torna o primeiro mais amarrado, um joga com medo do outro e geralmente erros são fatais. Cabe ao Botafogo atuar com audácia, buscar a vitória, sem abrir mão da cautela. O Grêmio tem bom time, mas o Botafogo tem bola para encarar e ganhar.

BOM MOMENTO PARA TESTES

O Flamengo precisa decidir suas prioridades. Em termos de repercussão, parece que, entre o que resta em disputa, o título da Copa do Brasil é mais importante. O técnico Reinaldo Rueda é o responsável pela armação do time e cabe a ele decidir. Afinal, não dando certo, a cabeça que vai para a panela é a dele, mas o lógico seria escalar nesses jogos com Botafogo, Chapecoense e Sport, o time que vai enfrentar o Cruzeiro, dia 27, no Mineirão, na final da Copa do Brasil, o que fortaleceria o entrosamento e aumentaria a confiança.

PEDALADAS

Técnico da Seleção, Tite deve estar procurando um centroavante de ofício para a reserva de Gabriel Jesus. Jô está em observação. Firmino não dá.

Líder e ainda com folga, o Corinthians está assustado. Houve um desequilíbrio físico gerador dos problemas e o time não está compacto como antes.

Abel Braga chama a garotada para um alerta. Os próximos jogos, contra Atlético-PR, fora, e Palmeiras, em casa, poderão levar ao céu ou ao inferno.

BOLA DENTRO

Gabriel Jesus segue mandando chover no Manchester City. Ganhou o respeito dos colegas, conquistou a galera e, com seus gols, aliviou o lado do Guardiola, que andava questionado.

BOLA FORA

Dorival Junior nunca pensou passar por tantas dificuldades no São Paulo. Fica mais tempo apartando brigas, apagando incêndios do que organizando o time. Dinheirinho suado.

Últimas de _legado_A palinha do Apolinho