Britânica mantém melhor marca e dificulta caminho de Terezinha na busca do ouro

Libby garantiu a maior marca na história dos 100m rasos T11, com 11s91

Por O Dia

Rio - Para manter o ouro, conquistado na Paralimpíada de Londres, Terezinha Guilhermina terá fortes adversárias pela frente, nesta sexta-feira, às 18h52. Após ser eliminada por ter sido puxada pelo guia, a britânica Libby Clegg entrou com recurso e garantiu o direito de manter o resultado conquistado na pista do Engenhão, na manhã desta sexta-feira, quando a atleta passou a ser dona da melhor marca na história dos 100m rasos feminino T11, com 11s91.

Terezinha Guilhermina disputará a final com o pior dos quatro temposAlexandre Brum / Agência O Dia

Terezinha Guilhermina disputará a final com o pior dos quatro tempos e com duas fortes adversárias - ambas quebraram sua melhor marca pessoal nas semifinais. Com o resultado da britânica Libby sendo considerado, a brasileira Jerusa Santos deixa de ser dona de uma das vagas para a final e está fora da disputa pelo pódio.

Últimas de _legado_Paralimpíada