Por fabio.klotz

Rio - Carlos Alberto está de volta. Sem jogar há quase dois meses - após ser julgado por doping e absolvido em primeira instância -, o apoiador foi confirmado, nesta terça-feira, pelo técnico Paulo Autuori na partida contra o Atlético-MG, nesta quarta, às 21h, em Volta Redonda. O treinador aposta suas fichas no jogador para ajudar o time a vencer e, assim, apagar a má impressão deixada neste início de Campeonato Brasileiro.

Carlos Alberto está confirmado no time titularDivulgação

“Vai jogar. É um jogador de peso, precisamos disso, capacidade de decidir em uma jogada individual, principalmente no último terço do campo. Ele já não treina com a equipe principal há um tempo, mas está muito focado e bem forte mentalmente”, avaliou o treinador.

Ao término da atividade desta terça, em Pinheiral, Autuori teve longa conversa com Carlos Alberto, que, mesmo confirmado, só deve atuar durante 45 minutos. Longe de sua forma física ideal, o camisa 10 admitiu que o longo tempo inativo - a última vez foi dia 3 de abril, na derrota por 3 a 0 para o Botafogo - pode fazer com que ele sinta falta de ritmo de jogo.
Publicidade
“Tenho a certeza de que agora a cabeça está melhor do que o meu físico. Não tinha como eu ficar totalmente concentrado nos treinos. O clube me deixou à vontade, mas se paga um preço por isso. Durante alguns dias fiquei concentrado apenas no julgamento. Agora estou focado em ajudar a equipe”, disse o meia.
Ciente de sua importância para o elenco, Carlos Alberto se coloca à disposição para ajudar, mas descarta o status de principal jogador do time.
Publicidade
“Não me vejo como uma referência. Não tenho medo e nem me omito. É preciso acreditar que as coisas podem dar certo. Mas é bom que todos sejam colocados da mesma forma, para que sintam-se importantes” explicou o apoiador.
Você pode gostar