Dorival volta querendo resgatar o 'sentimento'

Em sua chegada, Dorival Júnior convoca torcida para atuar de novo ao lado da equipe, igual à Série B em 2009

Por O Dia

Rio - Mesmo ciente dos problemas que o Vasco tem enfrentado, principalmente por causa da falta de dinheiro, Dorival Júnior aceitou o desafio, assinou contrato até dezembro de 2014 e foi apresentado ontem, em São Januário. Mas, para colocar o time nos trilhos, o novo treinador admitiu que vai precisar de um aliado de peso: o torcedor. Sua missão é resgatar um sentimento que surgiu em 2009, empurrou o clube nas últimas temporadas, mas parece adormecido diante de tanta crise.

Dorival está de volta ao comando do VascoMárcio Mercante / Agência O Dia

Um dos principais lemas dos vascaínos, “O sentimento não pode parar” surgiu durante a disputa da Série B, com Dorival Júnior no comando, e foi coroado com a conquista do título e a volta para a elite do futebol brasileiro. Elogiado pelo presidente Roberto Dinamite, o treinador, que teve seu nome aprovado pela torcida, espera carinho parecido em sua segunda passagem pelo clube.

“Fizemos um trabalho muito bonito em 2009 e, por isso, é natural haver um vínculo com os torcedores. Um dos maiores desafios que vou ter é justamente cativar os vascaínos e trazê-los para o nosso lado. Quero resgatar o sentimento que sempre existiu em São Januário. Ele não pode parar neste momento”, afirmou Dorival Júnior, fazendo trocadilhos com a frase que chegou a ser estampada em campanhas elaboradas pelo departamento de marketing.

O treinador não quer que a atual crise financeira seja usada como desculpa. Dorival pediu foco aos jogadores, seriedade dentro de campo e que o restante passe a ficar em segundo plano.

“Temos de nos voltar para o trabalho. Problemas existem aqui e em quase todos os outros clubes, mas precisamos deixar isso de lado agora. O Vasco conhece seus problemas e tem trabalhado para resolvê-los. O campo tem de estar blindado de tudo isso”, declarou o comandante, assumindo discurso mais bem humorado ao falar sobre o que mudou nele de 2009 até hoje.

“O cabelo está mais branco e tenho mais rugas (risos). Acho que chego mais amadurecido e um pouco melhor do que anos atrás”, avaliou Dorival Júnior.