No Vasco, dificuldades para obter certidões provocam inveja de rival

Diretor geral do clube, Antônio Peralta afirma que não entende o motivo da complicação para o acerto da documentação

Por O Dia

Rio - Ainda sem conseguir obter as certidões negativas de débito (CND'S), o Vasco continua convivendo com o dilema da documentação. Insatisfeito com a dificuldade em acertar a documentação, o vice geral do clube, Antônio Peralta, analisou a situação e admitiu o sentimento de inveja do Flamengo, que conseguiu as certidões sem encontrar dificuldades no início da gestão da nova diretoria, no início deste ano.

Vasco ainda não conseguiu certidões negativasAlexandre Brum / Agência O Dia

Em conversa com o programa Só dá Vasco, o dirigente afirmou que o clube de São Januário continuará tentando a documentação, mas que os entraves encontrados pelo clube surpreendem quando a situação é comparada com a do arquirrival.

"No Vasco, tudo é muito difícil. Eu fico pensando, até com inveja, lá do nosso rival Flamengo. Me faço a pergunta: 'Por que eles conseguiram e nós não?'. Vamos trabalhar. Se eles conseguiram, também podemos. Não depende mais daqui do Rio. Essa etapa já foi superada. A nível de Fazendo Nacional, está tudo praticamente superado. São outros fatores que após o acordo que funciona como se fosse uma carta de intenção, que tem várias etapas de comprovação daquilo e disso. Efetivamente, nós temos algumas complicações que vieram a ser reunidos há muitos anos e caíram no nosso calo. Uma divida monstruosa, que é a somatória de todas as últimas administrações, mas estamos resolvendo", analisou.

Em razão da ausência das certidões, o Vasco ainda não pode assinar definitivamente o contrato junto à Caixa Econômica Federal, que acertou um acordo para exercer a função de patrocinadora master do clube de São Januário. A parceria renderá, anualmente, R$ 15 milhões aos cofres do Gigante.