Vasco leva virada do Vitória e continua na zona do rebaixamento

Após derrota, torcida protesta contra a diretoria e o time

Por O Dia

Rio - O Vasco pagou pelo momento ruim que atravessa. O time caiu de rendimento no segundo tempo e foi castigado. O Vitória se aproveitou da zaga mais vazada (agora são 38 gols sofridos) do Brasileiro e virou o jogo: 2 a 1, nesta quarta-feira, em São Januário. O Gigante amarga a segunda derrota seguida na Colina e a terceira consecutiva na competição. No fim do jogo, a torcida protestou contra a diretoria e o presidente Roberto Dinamite e gritou time "sem-vergonha".

Vasco de André continua na zona de rebaixamentoMárcio Mercante / Agência O Dia

Com a derrota, o Vasco continua com 24 pontos e na 17ª colocação, na zona de rebaixamento. O Gigante ainda pode perder uma posição. A Portuguesa encara o Náutico, nesta quinta-feira, em São Paulo, e se vencer ultrapassa o Cruzmaltino. O Vitória pulou para 30 pontos e se distanciou da zona da degola.

Na próxima rodada, no domingo, às 18h30, o Vasco encara o Atlético-MG no Independência. O Vitória entra em campo no dia anterior e recebe o Grêmio, às 21h, no Barradão.

Dorival Júnior fez mudanças no time. Michel Alves, Rafael Vaz, Wendel e Dakson viraram titulares. O Vasco foi superior no primeiro tempo, mas não manteve o ritmo na etapa final. O castigo foi duro.

O JOGO

O Vasco quase abriu o placar logo no primeiro minuto. Victor Ramos errou saída de bola e deu o contra-ataque ao Gigante. Marlone invadiu a área e chutou, mas Wilson evitou. A zaga ficou com rebote e afastou o perigo. Depois, o Cruzmaltino levou um susto quando Michel Alves saiu do gol. Sorte que Dinei não conseguiu concluir.

O Gigante foi recompensado por tomar a iniciativa do jogo. Fagner cruzou da direita e André abriu o placar. Foi o nono gol do atacante no Brasileiro: respeita o moço. Ele teve chance de ampliar o placar, mas se enrolou na hora de dominar a bola e chutou para fora. O Vasco era superior, mas não conseguia acertar o último passe. O Vitória encontrava dificuldade em criar chances. O panorama fez a etapa inicial terminar 1 a 0.

O Vasco caiu de produção no segundo tempo. O time passou a ter dificuldade em ameaçar o Vitória. O jeito foi usar bola parada. Em uma delas, Juninho obrigou Wilson a mandar para escanteio. Pouco. Dorival Júnior fez a primeira mudança. O técnico colocou Montoya no lugar de Dakson. A segunda substituição foi a entrada de Tenorio na vaga de André. O Gigante foi castigado. O Vitória, que até então tentava sem sucesso, achou um gol. Em bate e rebate, Alemão aproveitou sobra e empatou o jogo.

O Gigante tentou pressionar o Vitória. Em troca de passes, Juninho lançou Tenorio, mas Wilson cortou. No rebote, Marlone chutou de fora da área, mas o goleiro do clube baiano salvou. A situação do Vasco piorou. Marquinhos passou pela marcação e acertou o ângulo de Michel Alves: 2 a 1 Vitória.