Dinamite em busca da eterna idolatria

A um ano da eleição, presidente diz que situação do Vasco vai melhorar em breve

Por O Dia


Rio - A torcida já escolheu o presidente Roberto Dinamite como principal culpado pela crise que está instalada no Vasco. No entanto, o dirigente, que a cada dia tem sua imagem de maior ídolo do clube arranhada, ainda acredita que tem condições de inverter a situação. Para isso, não faltaram promessas de dias melhores em São Januário.

Em momento de crise com a torcida, Dinamite quer recuperar velha admiraçãoDivulgação

Com mandato até o ano que vem, quando haverá nova eleição presidencial na Colina, Roberto Dinamite garante que entregará o clube em situações melhores do que encontrou em 2008. Ele acredita que mesmo sem muitos títulos — Série B, em 2009, e a Copa do Brasil, em 2011 —, o saldo de sua gestão será positivo.

“Não consegui dar conquistas ao Vasco todos os anos, mas tenho certeza de que vou conseguir deixar o clube em situação melhor, com vida própria e rumo certo para que outros possam dar continuidade ao trabalho. A tendência é o Vasco ser cada vez mais forte”, afirmou o presidente, em entrevista à Rádio Bradesco, prometendo buscar meios para acabar com o atraso dos salários.

“Não adianta pagar um salário e depois ficar devendo dois meses. Quando falo em organizar a vida do clube tem a ver com isso. A marca Vasco é muito forte no mercado e, no futuro, teremos condições de nos sustentar. Mas, para isso acontecer, a aprovação das certidões negativas é fundamental”, explicou.

Por falar nas certidões negativas, documento que falta para o Vasco conseguir a liberação de quantias referentes a patrocínios, Dinamite acredita que tudo será resolvido em breve. “Temos coisas definidas, mas ainda dependemos dessa liberação. Tivemos o problema de um parecer, mas isso foi solucionado e acredito que nos próximos dias isso será resolvido”, completou.