Adilson deixa Bernardo e André no banco de reservas novamente

Precisando desesperadamente da vitória, Adilson Batista deve repetir contra o Corinthians o esquema com três zagueiros e três volantes

Por O Dia

São Paulo - E mbora tenha perdido por 1 a 0 para o Grêmio, no meio de semana, o técnico Adilson Batista gostou do que viu nos primeiros 45 minutos do jogo em Porto Alegre. E a tendência é repetir neste domingo, contra o Corinthians, no Pacaembu, o esquema com três zagueiros. Ontem à tarde, em Atibaia, o treinador voltou a posicionar a equipe com esta estratégia durante a atividade tática. A escalação, entretanto, segue sendo um mistério.

Adilson tem missão difícil no VascoCarlos Moraes / Agência O Dia

Embora tenha mantido a base da equipe que entrou em campo no Sul, Adilson Batista comandou um verdadeiro rodízio e observou algumas opções no time. O lateral-esquerdo Yotún entrou na vaga de Pedro Ken, suspenso, e Wendel, que atuou no setor de forma improvisada, voltou para o meio de campo. Em alguns momentos, Francismar, Bernardo e André foram testados entre os titulares e o sistema defensivo, cobrado.

Tanta cautela tem explicação. A quatro rodadas do fim do Campeonato Brasileiro, o Vasco, pelas contas da comissão técnica, precisa somar nove dos 12 pontos que ainda restam para fugir da zona de rebaixamento. E a recuperação precisa começar diante do Corinthians.

TENORIO TENTA RECOMEÇO
Perto do fim de seu contrato com o Vasco, o futuro de Tenorio no clube ainda é incerto. O atacante, que tem vínculo até o dia 31 de dezembro, por conta das seguidas lesões, não teve sequência de jogos em mais uma temporada. De volta ao time após se recuperar de uma ruptura no músculo da coxa direita, que o tirou do gramado por quase dois meses, ele voltou a ficar à disposição do técnico Adilson Batista e será relacionado para a partida de amanhã. A tendência, entretanto, é que o Gigante da Colina não renove com o atacante equatoriano.