Por rafael.arantes

Rio - O Vasco fez o dever de casa, mas ainda terá um grande desafio para se livrar do rebaixamento. Com uma vitória por 2 a 0 sobre o Náutico, o Cruzmaltino chegou aos 44 pontos, mas ainda segue na zona da degola. Com seus adversários diretos vencendo seus duelos deste domingo, o Vasco terá que vencer sua última partida no Campeonato e ainda torcer por um tropeço de Coritiba ou Criciúma para se livrar do fantasma da Série B.

Edmilson comemora gol sobre o NáuticoAlexandre Brum / Agência O Dia

O Vasco via a partida como de vida ou morte, então a postura foi ofensiva. Logo aos cinco minutos, o lateral Yotún arriscou um belo chute de fora da área e acertou a trave, no rebote, Edmilson apareceu livre para abrir o placar no Maracanã. Com o Náutico estático na partida, o time carioca tinha tranquilidade para trabalhar suas jogadas e quase ampliou o placar aos 11 minutos, com uma boa cabeçada de Edmilson.

>>> Confira as melhores imagens da vitória do Vasco sobre o Náutico

Com o passar do tempo o Vasco acabou relaxando um pouco na partida. A facilidade de criar jogadas passou a ser algo mais difícil de ser visto e o Náutico começava a se lançar mais ao ataque. No entanto, o ritmo morno do jogo acabou se mantendo até o fim do primeiro tempo. Na saída para o intervalo, o lateral Fagner exaltou a necessidade de uma maior calma para seguir com o resultado positivo: "A torcida quer os gols, mas não adianta desesperar e ficar se expondo. Tem que ter tranquilidade e fazer a nossa parte".

A segunda etapa começou com o Náutico tentando se soltar mais. Buscando o ataque, o Timbu chegou a ameaçar uma pressão, mas o Vasco reverteu a situação em seguida e voltou a ter o domínio da partida. Mesmo com uma maior posse de bola o Vasco não conseguia pressionar o Náutico. Os visitantes começavam a gostar da partida e esperavam todas as oportunidades para criar contra-ataques que assustavam o Cruzmaltino.

Com o final da partida se aproximando o ambiente era de nervosismo no Maracanã. A torcida vascaína se mostrava ansiosa pelo fim da partida. O Náutico assustava o Vasco e chegava a ficar perto do gol de empate, no entanto, após os pedidos da torcida pela entrada de Bernardo, o camisa 31 do Vasco definiu a partida aos 41 minutos, quando marcou o segundo gol vascaíno e garantiu a vitória no Maracanã.

Você pode gostar