Por ulisses.valentim
Publicado 12/12/2013 19:39 | Atualizado 12/12/2013 21:05

Rio - Através de seu mandatário, Flávio Zveiter, o STJD rejeitou o pedido do Vasco da Gama de impugnação da partida contra o Atlético-PR, realizada no último domingo, em Joinville, em Santa Catarina. Com isso, não haverá julgamento sobre o ocorrido e o resultado de vitória por 5 a 1 dos paranaenses será mantido, confirmando o rebaixamento do Gigante da Colina, que poderá fazer um pedido de reconsideração.

Em ação enviada para o Supremo Tribunal de Justiça Desportiva na noite da última quarta-feira, a parte jurídica do time carioca demostrava a maior responsabilidade do Atlético Paranaense na realização da jogo sem policiamento e também colocava uma parcela de culpa no árbitro Ricardo Marques Ribeiro por considerar um descumprimento do regulamento da CBF.

Dinamite tentou impugnar o resultado da partida contra o Atlético-PRCarlos Moraes / Agência O Dia

Nas diretrizes da Confederação Brasileira de Futebol, o árbitro da partida poderia adiar, interromper ou suspender a partida após aguardar 30 minutos pelo fim do motivo da paralisação da partida, acrescidos de mais 30 minutos. O jogo, que decretou o rebaixamento do Vasco, ficou parado 73 minutos após confusão entre as torcidas, que teve repercussão internacional.

Com o intuito de comprovar a ausência de preparação e de medida que pudessem oferecer segurança a todos presentes no estádio, o clube carioca esperava ser declarado vencedor da partida no tribunal e, assim, somar três pontos para evitar o rebaixamento.

Você pode gostar