Por rafael.arantes

Rio - Com o recurso negado pelo STJD, o rebaixamento do Vasco para a Série B está sacramentado. A notícia, no entanto, parece ter surpreendido a todos em São Januário. Segundo a advogada do clube, Luciana Lopes, o Gigante não irá desistir do pedido de impugnação da partida realizada no último domingo.

Lágrimas marcaram rebaixamento do Vasco para a Segunda DivisãoCarlos Moraes / Agência O Dia

"Eu confesso que fiquei bastante surpresa. Não esperávamos uma decisão dessa. Agora vamos nos reunir, pois iremos tentar um pedido de reconsideração ou um mandado de garantia. O que o Vasco quer é que essa impugnação de partida seja levada a julgamento e entendemos que não há motivo para que a decisão seja monocraticamente. O Código é bem claro: existem os motivos pelos quais a impugnação pode ser indeferida de plano, mas nós entendemos que não. O presidente do STJD disse que não havia justa causa para a impugnação, era livre arbítrio do árbitro continuar a partida. Ele entra no mérito para indeferir de plano, mas entendemos que não. Tenho certeza que ele (Flávio Zveiter) vai reconsiderar isso", afirmou à rádio Tupi.

Após 73 minutos paralisada em razão de uma grande briga entre as torcidas, a partida entre Vasco e Atlético-PR voltou a ser disputada, ainda com o placar de 1 a 0 para os donos da casa. No entanto, o clima de tensão tomava conta do estádio, e o Furacão aplicou uma goleada história sobre os cariocas, concretizando o rebaixamento vascaíno para a Série B.

Você pode gostar