Por rafael.arantes
Rio - Após o choque do rebaixamento o Vasco ainda não conseguiu traçar um grande planejamento para 2014, mas poderá contar com a colaboração de um velho conhecido. O atacante William Barbio, que estava emprestado ao Bahia, ainda não sabe seu destino para a próxima temporada, mas admite a possibilidade de voltar ao Cruzmaltino e vê a situação com bons olhos.
"Ainda não sei se estarei de volta, mas está sendo tudo conversado. Estou descansando, jogando minhas peladinhas... Mas se o clube me quiser eu estarei a disposição e me apresentarei junto com o grupo para a pré-temporada. Estarei feliz e pronto para ajudar o Vasco a voltar para a Série A, de onde nunca ele deveria ter saído", disse.
Após término de empréstimo ao Bahia, William Barbio pode voltar ao Vasco em 2014Divulgação

Abalado com o rebaixamento do Vasco para a Série B, Barbio revelou que não deixou de acompanhar os jogos do Cruzmaltino para torcer pelos ex-companheiros e, com um balanço positivo de suas passagens por Bahia e Atlético-GO, o jogador se diz pronto para ajudar a equipe de São Januário a voltar para a Primeira Divisão.

Publicidade
"Fiquei muito triste com o rebaixamento. Sempre acompanhei os jogos do Vasco, até mesmo para torcer para os amigos que tenho lá. É uma sensação muito chata, mas quem estiver no time em 2014 tem que fazer o máximo para ajudar o clube a voltar para a Série A. Jogar pelo Bahia e Atlético-GO me fez evoluir muito e tenho certeza que se voltar ao Vasco estarei mais maduro e preparado para ajudar a equipe a voltar para seu verdadeiro lugar", acrescentou.
Evento festivo alegra o atacante
Publicidade
Nesta manhã Barbio marcou presença numa partida beneficente organizada junto ao amigo Luiz Antonio, em Belford Roxo. O evento, realizado no Heliópolis Atlético Clube, também é motivo de alegria para o atacante, que festejou a oportunidade de reencontrar amigos e ajudar algumas vitimas das fortes chuvas que atingiram o Rio recentemente.
"Sempre que eu posso venho aqui rever os meus amigos. Fico muito feliz de estar realizando este evento, já que antigamente só jogava nas peladas de outros jogadores. Hoje estou aqui organizando isso tudo e revendo muita gente, além de estar arrecadando alimentos e ajudando as pessoas que sofreram com as enchentes. É uma experiência muito boa", concluiu.