Juninho abre possibilidade de defender o Vasco no Carioca

Volante ainda se recupera de lesão e também planeja um jogo de despedida contra o River Plate em São Januário

Por O Dia

Rio - Juninho Pernambucano ainda não decidiu sobre o seu futuro profissional. A grave lesão na coxa direita que sofreu na reta final do Brasileiro aproximou o ídolo do Vasco do fim de carreira. Ele chegou admitir que a possibilidade de pendurar as chuteiras era grande. Porém, o torcedor do Gigante da Colina pode ter esperança em ter o volante por mais tempo: Juninho abre a chance de disputar o Carioca pelo Cruzmaltino antes de um possível jogo de despedida.

Juninho ainda vai decidir sobre o seu futuroReprodução Internet

"Já tenho um jogo acordado em Lyon e tudo indica que vai ser realizado. Mas eu não queria uma partida de despedida como todos fazem. Claro que tenho muitos amigos e seria legal estar com eles, mas eu queria um jogo de verdade, no qual eu pudesse perder. Quero estar em forma, não simplesmente jogar por jogar. Quero competir e esse sempre foi o meu diferencial. Foi o que eu passei para o meu empresário. Só vou jogar se estiver bem. Não adianta ficar meses parado e organizar um jogo sem nem conseguir correr direito. Quero que o adversário venha para ganhar. Isso vai ser bom até para o torcedor que verá um jogo competitivo. Se eu perder o jogo, paciência. Por isso acho que o mais fácil em 2014 é jogar o Campeonato Carioca e depois fazer um jogo contra o River Plate em São Januário. Mas um jogo valendo, até porque os argentinos também não vão querer perder", disse Juninho à Rádio Globo.

O River Plate é um adversário simbólico para Juninho e Vasco. Na campanha vitoriosa do Gigante na Libertadores, o Reizinho fez um gol de falta no fim do jogo contra os argentinos. O momento é exaltado até hoje pelos torcedores como "gol monumental", em alusão ao estádio do clube, o Monumental de Núñez.

Juninho não entra em campo desde o início de novembro. Ele se lesionou no duelo com o Santos. O tempo estimado de recuperação era de três meses. Na época, o Reizinho anunciou que em janeiro tomaria uma decisão sobre seu futuro.