Por pedro.logato

Rio - O vexame do Flamengo na Libertadores virou motivo de piada entre os vascaínos. Mas, entre os jogadores e comissão técnica, a derrota do arquirrival por 3 a 2 para o León, em pleno maracanã, e a consequente eliminação na primeira fase da Libertadores passaram batidas. Às vésperas do duelo decisivo pelo título Carioca, os jogadores do Vasco mantiveram a seriedade em campo, com direito a treino com portões fechados durante aproximadamente uma hora.

Ainda sem saber quem o técnico Adilson Batista vai escalar no lugar Everton Costa, expulso no primeiro jogo da final, os jogadores mostraram pura concentração, sem espaço para as tradicionais risadas e brincadeiras, e se empenhando na troca de passes e finalizações ao gol. A rivalidade entre Vasco e Flamengo foi assunto após a atividade, mas o respeito ao adversário fala mais alto às vésperas da decisão.

Vasco vai com tudo para final do CariocaDivulgação

Preocupação tática

O zagueiro Rodrigo, que garantiu não ter visto o jogo do Fla, alertou que o Vasco precisa se preocupar com a decisão do Campeonato Carioca e não com a situação do adversário na Libertadores.

“O que aconteceu com eles não é do meu interesse, pois o Vasco nem estava na Libertadores. O que me importa é o jogo do fim de semana e estamos preocupados com a nossa equipe. Também temos os nossos problemas. Além de um jogador importante suspenso, outros estão sendo poupados dos treinos (Guiñazu e Edmilson)”, afirmou Rodrigo, rechaçando qualquer vantagem por pegar um adversário abatido após a eliminação: “Não temos de saber como estará o lado psicológico deles. Cada um tem os seus problemas. Nossa preocupação com relação ao Flamengo é tática, e não psicológica.”

Embora Adilson Batista procure formas de surpreender o adversário, Fellipe Bastos é o mais cotado para entrar na equipe. O esquema ofensivo, entretanto, será mantido, com a marcação no campo de ataque.

Filas por ingresso e gozação

A torcida do Vasco marcou presença e fez uma grande fila em São Januário no primeiro dia de venda de ingressos para a decisão do Campeonato Carioca, domingo, no Maracanã. E, como era esperado, o clima de descontração tomou conta da galera, que não perdoou a eliminação precoce do Flamengo na Libertadores. Teve até quem improvisou uma camisa do León para ironizar o arquirrival.

O preço dos ingressos varia entre R$ 300 (Cadeira Maracanã) e R$ 100 (Norte e Sul superior e inferior). Estudantes que apresentarem identificação têm direito a meia-entrada.

Crianças menores de 12 anos, idosos acima de 65 e portadores de necessidades especiais têm acesso gratuito ao estádio. A expectativa é de que o público de domingo supere os 26 mil presentes na primeira partida.

Você pode gostar