Por edsel.britto

Rio - Em jogo recheado de polêmicas, o Vasco venceu por 1 a 0 o Paraná neste sábado, em São Januário, e chegou à 8ª posição da Série B do Campeonato Brasileiro, com 22 pontos. O gol da partida foi marcado pelo zagueiro Douglas Silva. O time vascaíno fez uma partida irregular e quem garantiu os três pontos para a equipe foi o goleiro Martín Silva, que teve atuação destacada e efetuou pelo menos três defesas difíceis.

A maior polêmica do jogo aconteceu no segundo tempo, quando o zagueiro do Paraná alegou ter sido agredido por Kleber Gladiador, que se aproveitou da falha da zaga no lance para recuperar a bola e sofrer pênalti, cobrado e desperdiçado pelo próprio atacante. O Vasco volta a campo pela Segunda Divisão no próximo sábado, contra o ABC de Natal, na Arena das Dunas, às 16h20.

Vasco venceu o Paraná por 1 a 0 com gol do zagueiro Douglas SilvaJoão Laet / Agência O Dia

O jogo

O Vasco mostrou quem manda em São Januário e se impôs nos primeiros minutos de jogo. Aos 4, o time chegou ao ataque pela primeira vez e com muito perigo. A bola sobrou pelo lado direito para Fabrício, que cruzou na medida para Thalles cabecear e carimbar a trave. O time continuou pressionando, mas sem conseguir finalizar. Aos 10, um lance polêmico no primeiro tempo. A defesa do Paraná tentou fazer uma linha de impedimento e Kleber achou Diego Renan vindo de trás, livre. O lateral-esquerdo ficar cara a cara com goleiro, mas o bandeira o anulou o lance. O jogador estava em posição legal.

Aos 15, outra boa chegada do ataque vascaíno. A bola sobrou na entrada da área para Dakson, que tinha a visão do gol livre, mas acabou chutando fraco e a bola foi para fora. Sem conseguir transformar o domínio em chances de gol, o Vasco viu o time paranaense começar a gostar do jogo. Aos 28, o Paraná chegou com perigo pela primeira vez. Em bola cruzada da esquerda, o atacante Arthur se preparava para finalizar a gol quando o zagueiro Douglas Silva se antecipou o cortou pela linha de fundo. O lance acordou ligou o alerta do time carioca.

Aos 31, o Vasco chegou novamente com uma boa chance. Guiñazu cruzou da esquerda e o goleiro marcos afastou mal para o meio da área. A bola sobrou para Carlos César que, livre, isolou a bola para arquibancada.No lance seguinte, o Paraná quase abriu o placar. Em bom cruzamento de Lucio Flavio da direita, o atacante Arthur cabeceou com perigo, obrigando Martín Silva a fazer ótima defesa e mandar para escanteio.

Mas, aos 34, o Gigante da Colina finalmente conseguiu o seu gol. Em falta cobrada da esquerda por Douglas, Douglas Silva dominou dentro da área e empurrou para o fundo da rede: 1 a 0 e festa em São Januário. O gol sofrido acordou o time paranaense que pressionou no fim do primeiro tempo e consagrou o goleiro uruguaio do Vasco. Aos 43, Martín Silva operou seu primeiro milagre. Em escanteio cobrado da direita, Alisson subiu sozinho e cabeceou para a meta vascaína. O uruguaio tirou a bola milagrosamente com o pé.

A pressão do Paraná continuou até o fim da primeira parte. Aos 45 e aos 46, o time paranaense pressionou o Vasco. Lucio Flavio cobrou falta rente à trave e no, lance seguinte, o atacante Tiago Alves obrigou Martín Silva a fazer grande defesa em chute de longe.

Martín Silva foi um dos destaques do jogo salvando o Vasco em algumas oportunidadesJoão Laet / Agência O Dia

O segundo tempo começou como terminou o primeiro: o Paraná pressionando e o Vasco não se encontrando em campo. Aos 6, o time paranaense teve a primeira chance para empatar. Lucas Otávio recebeu na entrada da área e finalizou tirando tinta da trave esquerda de Martín Silva. Aos 14, nova chegada perigosa do Paraná. Em bom cruzamento de Chiquinho, Arthur assustou com boa cabeçada para o gol.

Mas aos 24 aconteceu o lance mais polêmico da partida. O zagueiro Alisson, do Paraná, caiu alegando ter sido agredido por Kleber. A bola entrou em jogo e o atacante vascaíno ficou conversando com o adversário. O zagueiro Anderson Rosa furou e o Gladiador, que estava em vantagem na jogada, recuperou a bola e sofreu pênalti. No lance, Anderson reclamou com o árbitro Elmo Cunha e acabou expulso.

Apesar de Douglas, cobrador oficial, estar em campo, Kleber assumiu a responsabilidade de converter a penalidade. O atacante bateu mal no meio do gol e o goleiro Marcos espalmou para frente. O zagueiro Douglas Silva chegou atrasado e chutou em cima do arqueiro paranista, na sobra Lucas Crispim finalizou por cima do gol vazio.

O lance fez o jogo esquentar e, apesar de estar em vantagem numérica, o time da Colina não aproveitou a superioridade e, aos 46, o Paraná teve a derradeira chance de igualar o placar. Júlio César cruzou da esquerda e o lateral Breno entrou sozinho por trás da zaga sozinho e carimbou a trave de Martín Silva. O Vasco se safou de ver a vitória escapar e garantiu mais três pontos na luta pelo acesso à Primeira Divisão.

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 X 0 Paraná

Estádio: São Januário (RJ)

Renda e Público: Público pagante: 15.449, Público presentes: 17.449 e Renda: R$ 281.650,00

Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Cartões Amarelos: Diego Renan (VAS), Guiñazú (VAS) e Alisson (PAR), Edson Sitta (PAR)

Cartões Vermelhos: Anderson Rosa (PAR)

Gols: Douglas Silva (VAS)

VASCO: Martin Silva, Carlos César, Rodrigo, Douglas Silva e Diego Renan (Marlon, aos 22' 2ºT); Guiñazú, Fabrício, Dakson (Lucas Crispim, aos 11' 2ºT) e Douglas; Kléber e Thalles (Edmílson, aos 39' 2ºT) / Técnico: Adilson Batista

Paraná: Marcos, Chiquinho, Anderson Rosa, Alisson e Breno; Lucas Otávio, Marcos Serrato, Ricardinho (Henrique Santos, aos 28' 2ºT) e Lúcio Flávio; Arthur (Edson Sitta, aos 31' 2ºT) e Tiago Alves (Júlio César, aos 19' 2ºT) / Técnico: Claudinei Oliveira

Você pode gostar