Por jessica.rocha

Rio - Adilson Batista criticou a atuação do Vasco no primeiro tempo da derrota para o lanterna Vila Nova (GO), que resultou no fim da sequência de 18 jogos de invencibilidade. O treinador apontou como motivo para o revés o péssimo futebol apresentado na primeira parte, mas elogiou a postura do time durante o segundo tempo.

"O segundo tempo foi outro, independente das mudanças do Montoya e do Aranda. O Edmílson teve um comportamento diferente. Pressionamos o adversário, jogamos no campo deles. Tivemos o domínio do segundo tempo, mas pagamos por um primeiro tempo ruim. Não gostaríamos, mas aconteceu. Vamos reagir o mais rápido possível, já pensando no jogo contra o Icasa", afirmou.

Adílson critica postura do timeDivulgação

O Vasco contará com uma série de desfalques para o próximo jogo, contra o time cearense na sexta-feira. O meia Douglas levou o terceiro amarelo e cumprirá suspensão. Já Dakson, Pedro Ken, Jomar e Diego Renan seguem fora por lesão. A boa notícia são os retornos do goleiro Martín Silva e do zagueiro Rodrigo. Adilson lamentou as baixas para partida e revelou que cogita utilizar o meia Maxi Rodríguez, recém-chegado do Grêmio.

"Isso vai acontecer dentro das 38 rodadas. Temos 22 jogos para fazer ainda, contando Copa do Brasil e Brasileiro. Mas isso acontece desde o Estadual. Não tem que ficar se lamentando, não trabalhamos assim. Temos que passar tranquilidade para quem vai entrar. Já temos o Douglas fora do jogo de sexta e já vamos pensar em quem vamos colocar. O Maxi se integra. Vamos analisar o trabalho que ele fez no Rio. Não vamos pular etapas para depois ficar preocupado. Futebol é sequencia", finalizou.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

Apesar da derrota, o Vasco manteve a 2ª colocação na Série B, com 31 pontos, mesma pontuação do líder Ceará. Nesta sexta, o Gigante da Colina encara o Icasa, no Romeirão, às 21h50, e terá uma nova oportunidade de assumir a liderança da competição.

Você pode gostar