Por edsel.britto

Rio - Ignorado por Enderson Moreira após o acerto estar muito bem encaminhado, o Vasco se viu obrigado a voltar seus olhos para o passado para tentar contratar um técnico que aceite um contrato até o fim do ano e por um salário que não ultrapasse o seu teto (de cerca de R$ 200 mil).

Com a urgência de contratar um treinador, a diretoria vascaína se reuniu ontem para discutir dois nomes bem conhecidos: Joel Santana e Renato Gaúcho — além de Oswaldo de Oliveira, o preferido, mas o mais difícil.

Joel Santana é uma das opções para assumir o comando do VascoCarlos Moraes / Agência O Dia

Tanto Joel quanto Renato são figuras conhecidas da torcida, apesar de não serem considerados os ideais por muitos da diretoria, que ficou dividida. Joel é um sonho antigo do presidente Roberto Dinamite, mas sofre forte resistência interna. Em razão disso, surgiu o nome de Renato, considerado mais atualizado.

O último trabalho de Joel foi em 2013, no Bahia. Desde então, o técnico ficou mais conhecido por ser garoto-propaganda de anúncios. Já Renato foi demitido do Fluminense após o Carioca e não assumiu nenhum outro clube. Já Oswaldo de Oliveira acabou de sair do Santos e avisou que não pretende assumir outra equipe agora. Além disso, o alto salário e a vontade de assinar um contrato mais longo e não fechar por apenas três meses fazem com que dificilmente seja contratado.

Apesar da pressa para fechar com um nome, a diretoria se reuniu ontem e não fez nenhum anúncio. A ideia é fechar com o novo técnico hoje até o fim do ano, mas com a possibilidade de renovação em caso de volta à Série A.

Renato Gaúcho é a outra opção da diretoria para assumir o timeFernando Souza / Agência O Dia

O novo treinador assumirá um clube em crise e sob pressão. Ontem de manhã, no desembarque da delegação, um pequeno grupo de torcedores hostilizou os jogadores e cobrou resultados.

Kléber tem pena reduzida, mas não pega o América-MG

Em julgamento realizado ontem no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o Vasco conseguiu efeito suspensivo para reduzir a pena de Kléber de três para dois jogos. A vitória parcial no tribunal, entretanto, não serve para a partida de sábado contra o América-MG, já que o Gladiador só cumpriu uma partida da pena.

Kléber voltará à equipe contra o Luverdense, na terça-feira em São Januário. O atacante ainda será julgado pelo Pleno do STJD, que pode manter a suspensão de dois jogos ou voltar para três, por causa de um empurrão que deu no zagueiro Gustavo, do Vila Nova-GO.

Kleber teve a pena reduzida mas ainda não vai voltar para a equipe titularAndré Mourão

De qualquer maneira, Kléber pode pegar mais jogos de gancho e desfalcar o Vasco por mais tempo. Ele foi punido por duas partidas por se envolver em uma confusão contra o Paraná, mas o advogado do Vasco, Osvaldo Sestário, conseguiu um efeito suspensivo até o julgamento no Pleno do STJD, que será na semana que vem.

Você pode gostar