Vascão em busca da tranquilidade na Série B

Contra o Boa Esporte, em São Januário, time tenta embalar de vez para ficar mais perto da Série A

Por O Dia

Rio - Com dez rodadas do fim da Série B, o Vasco já faz a contagem regressiva para a volta para a Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro. E nesta sexta-feira, às 19h30, em São Januário, terá mais uma oportunidade de assumir a liderança da competição. Invicto há nove rodadas — cinco vitórias e quatro empates —, espera convencer contra o Boa Esporte e mostrar regularidade em campo.

Pelo menos três chances de assumir a ponta da tabela foram desperdiçadas pelo Vasco até o momento. O histórico ruim tem servido de alerta para os jogadores na Colina. Novamente em casa, o time quer fazer o seu papel, engatar a segunda vitória consecutiva e iniciar a arrancada para a volta à Série A. Pelos cálculos de Joel Santana, 15 dos 30 pontos restantes são suficientes para garantir o clube na elite.

Vasco enfrenta o Boa Esporte no RioDivulgação

“Acho que precisamos ter um equilíbrio maior em campo. Durante o jogo alternamos bons e maus momentos e isso nos prejudica. Temos de saber que a Série B tem um estilo diferente. O time, para ganhar, tem de ser intenso do início ao fim e não pode bobear. O Vasco é a equipe a ser batida e todos os rivais querem aparecer. É a partida da vida deles. Queremos vencer e, se puder, jogar bem”, avaliou o apoiador Pedro Ken.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

Após a vitória contra a Portuguesa por 1 a 0, na terça-feira, não houve tempo para a preparação do time. Os titulares voltaram a trabalhar ontem e fizeram apenas treinos regenerativos na sala de musculação do CFZ.

SUSTO APÓS O TREINO

Ao deixar a sede do CFZ, o lateral-esquerdo Henrique se envolveu em um acidente de carro na Avenida das Américas (sentido Barra da Tijuca), bateu com a cabeça no vidro dianteiro e deixou o local em uma ambulância.

Encaminhado para o Hospital Lourenço Jorge, o jogador de 20 anos foi transferido no início da noite para um hospital particular para fazer uma tomografia na região da pancada. Em todo o momento, Henrique esteve consciente e se mostrou tranquilo. Ele não estava relacionado para a partida de sexta.