Por fabio.klotz

Manaus - Foram duas semanas e meia de trabalhos intensos no Rio e em Pinheiral, mas nem na véspera do primeiro jogo oficial da temporada o técnico Doriva deu refresco aos seus jogadores. O Vasco reconheceu o gramado da Arena da Amazônia, nesta terça-feira à tarde, voltou a trabalhar a parte tática, aprimorou as finalizações e as cobranças de pênalti. Embora garanta que entrará em campo para ganhar, o comandante admitiu que começou a temporada em desvantagem em relação ao Flamengo.

Doriva aponta o caminho para o Vasco brilhar na temporadaDivulgação

“Eles têm uma equipe praticamente pronta, quase a mesma que terminou o Brasileiro e trouxeram dois ou três bons reforços. Eles saem na frente. Temos trabalhado, mas ainda estamos no período de amadurecermos algumas ideias. Passamos isso aos jogadores, mas espero estar em um nível muito bom já contra o Flamengo”, frisou Doriva, após o treino.

Com direito a seis alterações, ele acredita que, mesmo tendo que buscar a vitória por se tratar de uma das maiores rivalidades do Brasil, precisará administrar o cansaço dos jogadores, que vão entrar em campo ainda longe da melhor forma física.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

“Eles estão evoluindo, mas sabemos que são os jogos que vão dar esse parâmetro melhor para gente. Nos treinos, priorizamos a parte física e temos a consciência de que a temporada não será decidida nesse jogo. Mas o time está pronto, quem não aguentar vai ser substituído no decorrer do clássico”, explicou o treinador, que acrescentou:

“Vamos jogar para vencer, mas respeitando sempre o nosso adversário.”

Escalação de Guiñazu é um mistério

Liberado pela diretoria desde sexta-feira para ir à Argentina, por causa da morte de seu pai, o volante Guiñazu não participou do treino, nesta terça-feira, na Arena da Amazônia. O camisa 5, capitão do time, era esperado pela comissão técnica no fim da noite para se reintegrar ao grupo.

O técnico Doriva, no entanto, quer conversar com o jogador antes de definir a escalação do Vasco. Se ele preferir não utilizar o jogador de início, Lucas ficará com a vaga no meio de campo.

"Vou conversar com ele antes de definir a escalação da equipe. Quero ver as condições, como ele está, pois é um momento delicado na vida dele. Guiñazu é um jogador importantíssimo, que nos ajuda muito e, se estiver tranquilo e já restabelecido, vou utilizá-lo”, disse Doriva.

Você pode gostar