Thalles retorna com moral ao Vasco

Atacante voltou da seleção sub-20, junto com Lorran, e só depende de Doriva para jogar

Por O Dia

Rio - O atacante Thalles pode ser a maior novidade do Vasco no jogo contra o Macaé, quinta-feira, às 19h30, em São Januário. A promessa vascaína se reapresentou nesta segunda na Colina, junto com o lateral-esquerdo Lorran, dois dias depois da fracassada participação da seleção brasileira sub-20 no Sul-Americano, no Uruguai.

Longe do clube desde o final do ano passado, quando iniciou os treinos para a disputa da competição continental, a dupla está inscrita no Carioca e só depende do aval do técnico Doriva para jogar. A se julgar a falta de atacantes no grupo e o aproveitamento de Rafael Silva, que foi improvisado no setor e fez apenas um gol em três jogos, Thalles tem boas chances de jogar na quinta.

Thalles está de volta ao clube cariocaDivulgação

“O Rafael é jogador de beirada, trabalhou comigo no Ituano assim, mas tem feito esse papel bem, embora obviamente não tenha o hábito de jogar de costas para o gol. Sabemos que ele não tem esse cacoete de atacante. Não temos esse homem de referência ainda. Quando o Thalles retornar da seleção sub-20, vamos utilizá-lo”, disse Doriva após o empate em 1 a 1 com o Tigres.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

Argentino de volta

Além de Thalles e Lorran , o técnico também poderá contar com o volante Guiñazu. O argentino machucou-se no primeiro amistoso do Vasco na temporada contra o Flamengo dia 21 e fez uma artroscopia no joelho direito há duas semanas. Mas, surpreendeu ao participar do jogo-treino de segunda contra a Portuguesa. Liberado pelo departamento médico, teve boa participação e pode voltar na vaga de Lucas.

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Carioca

“Ainda não sei se vou contar com ele. Sabemos que está treinando muito forte, que quer jogar, mas precisamos de uma avaliação para definirmos isso”, disse Doriva.

Vasco retoma seu projeto olímpico

Apresentada ontem em São Januário, a remadora Fabiane Beltrame é o símbolo da retoma dos esportes olímpicos no Vasco. A atleta é a primeira contratação da futura equipe olímpica do clube, que também vai investir em basquete e atletismo.

O sonho do presidente Eurico Miranda é retomar o projeto do fim dos anos 1990, quando o Vasco patrocinou estrelas como o nadador Gustavo Borges e o velejador Torben Grael. “O presidente sempre gostou de remo. Confio nele para que a gente possa mudar o remo no Vasco. Tenho a certeza de que é só o começo”, afirmou Fabiane.