Gilberto é aprovado logo na estreia pelo Vasco

Exibição contra o Flu agrada e jogador promete melhorar

Por O Dia

Rio - Durante dez dias, Gilberto treinou no Vasco sem saber se seria reforço do clube. Mas tão logo a confirmação veio, o jogador foi escalado como titular. A primeira impressão deixada em campo no clássico com o Fluminense, domingo, no Engenhão, agradou o técnico Doriva. Com o centroavante, o Vasco apresenta um novo estilo de jogo, com mais poder ofensivo.

Gilberto foi bem contra o FluminenseAndré Mourão

“Gilberto deu um ‘plus’ ao time, que ficou ainda mais competitivo. Ele mostrou que não desiste das jogadas, que é forte e briga por todas as bolas. Nos ajudou muito e já foi importante em sua estreia. Tenho certeza que ele continuará contribuindo na sequência do campeonato”, afirmou o comandante.

Contratado por empréstimo junto ao Toronto FC, do Canadá, até o fim desta temporada, Gilberto, de 25 anos, também aprovou sua estreia. Ele, que teria sido derrubado na área pelo goleiro Diego Cavalieri, no fim do primeiro tempo, lembrou que estava parado desde outubro e que, por isso, ainda pode evoluir com a camisa do Vasco.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

“O time está de parabéns, pois seguimos o que o treinador pediu. Não deixamos o Fluminense jogar. Gostei da minha atuação, mas acho que ainda tenho coisas a melhorar. Estava parado há alguns meses e tentei ajudar meus companheiros. Pensei que não aguentaria, mas estava preparado. Por mim, não teria saído (risos)”, afirmou o jogador, substituído por Thalles na etapa final.

Gilberto e o grupo do Vasco se reapresentam nesta terça-feira, na Colina, após folgarem ontem.

COM DEFESA MENOS VAZADA E SEM EUFORIA

Com mais uma atuação segura na zaga, o Vasco parou o ataque do Fluminense e, com apenas dois gols sofridos no Campeonato Carioca, continua com a defesa menos vazada da competição. Experiente, o zagueiro Rodrigo lembrou que é hora de frear a euforia.

“Doriva vai ter que trabalhar a cabeça da rapaziada, pois uma vitória dessas pode subir a cabeça de alguns. E isso não é bom. Os elogios vão acontecer e temos de tomar cuidado”, afirmou.