Ele faz a cabeça do Vasco

Ded Black cuida do visual dos jogadores que ousam no estilo

Por O Dia

Rio - Quem não quer dar um tapa no visual para ficar bem na foto? E se o registro for para o pôster de campeão carioca? No esporte jogado com os pés, uma pessoa ganhou moral no grupo do Vasco justamente pela habilidade com as mãos. Especialista em designer de cabelos, André de Souza tornou-se o barbeiro oficial dos jogadores e reforço nas concentrações. É ele o responsável pelos cortes estilosos que Rafael Silva, Bernardo, Thalles & Cia. desfilam nos gramados.

Ded Black com a equipe%3A ele faz a cabeça do VascoMárcio Mercante

Antes de virar Ded Black, reconhecido e respeitado no mercado, André passou por um período difícil e que, de certa forma, mudou sua vida para sempre. Morador de Coelho Neto, na Zona Norte do Rio, de família humilde, ele lembra que faltava dinheiro para coisas essenciais.

“Não tinha condições de cortar o cabelo e, por isso, resolvi aprender para fazer sozinho. A partir daí peguei o gosto”, lembrou.

De lá para cá, passaram-se 13 anos. Tempo suficiente para Ded Black se especializar na profissão e abrir o próprio salão: o Black Mania. Com a proposta de modelar o cabelo de seus clientes com penteados diferentes e originais, o local atrai muita gente. Mas faltava algo.

“Todo barbeiro quer ver o seu trabalho em destaque na mídia com os famosos. É muito gratificante realizar um sonho”, admitiu.

Em 2009, começava mais uma reviravolta em sua carreira. Ded Black foi apresentado ao zagueiro Dedé, que gostou do resultado de seu trabalho e o indicou para o restante dos jogadores do Vasco. Desde então, não saiu mais da Colina.

“O pessoal do clube me abraçou e não tenho palavras para agradecer a todos”, disse.

Com o atual elenco, ele, figura já requisitada em workshops no meio, enfim saiu do anonimato. Também não é para menos. Além de ser o responsável por 80% dos cortes de cabelo do grupo, ele conta com a ousadia de Rafael Silva, Bernardo, Thalles e Jhon Cley a seu favor. Afinal, dificilmente seus penteados passam despercebidos pela mídia nos jogos do Gigante.

Gilberto e Thalles sob os cuidados de Ded BlackDivulgação

“Eu dou a minha opinião, mas na maioria das vezes eles já chegam com a ideia pronta”, revelou Ded Black, que costuma chegar ao hotel onde a delegação se hospeda no início da tarde e sair de lá somente de madrugada. O próximo encontro está marcado para sábado, véspera da decisão contra o Botafogo, e tem tudo para ser bem especial.

“Há muito tempo tenho esperado por esse título”, afirmou o barbeiro, que torce por um novo gol de Rafael Silva para selar a conquista do Carioca.

“Não tem problema se for de cabeça. Se desmanchar o moicano louro, eu faço de novo”, brincou Ded Black.