Por fabio.klotz

Rio - O campeão voltou e está com moral elevado. Gigante como sempre foi em mais de um século de história, o Vasco venceu a desconfiança dos torcedores, deixou o papel de coadjuvante após um 2014 muito criticado e, de novo na Série A e com o título estadual, hoje aparece como um dos protagonistas do Brasileirão. Mas tamanho respeito não parece empolgar o técnico Doriva. Ciente de que a equipe não terá facilidades em campo, tudo o que o treinador espera é seguir o seu trabalho sem alarde.

Doriva confia no trabalho para o Vasco ir bem no BrasileiroCarlos Moraes

Desde as vaias no empate por 1 a 1 com o Icasa, no fim de novembro, que garantiu o clube novamente na Primeira Divisão, o Vasco resgatou o bom futebol e elevou sua autoestima. Tetracampeão brasileiro, disputará a competição de forma ambiciosa, de olho na parte de cima da tabela e sem medo do fantasma do rebaixamento. O próprio técnico Doriva acredita que seja o momento de pensar na grandeza do clube outra vez.

“A gente está preparado para a cobrança dos torcedores, pois estamos falando do trabalho em um clube gigante e que acabou de ser campeão estadual. Todos querem ver o seu time no topo da tabela. A gente prepara a equipe para isso, mas também procura manter os pés no chão. No Brasileiro, cada jogo é uma final e respeitamos os nossos adversários”, afirmou.

O treinador acrescentou: “É a competição mais importante no ano e com certeza queremos fazer um campeonato bem mais equilibrado.”

Aposta na discrição

Assim como no Carioca, tudo o que Doriva almeja é tranquilidade para trabalhar. Calmo e metódico, ele espera mais reforços e aposta na discrição para surpreender os demais clubes.

“Temos que ter força no elenco. Saímos na frente, mas isso não significa nada. É outra competição e temos de fazer bem feito, mesmo com uma estatística favorável em relação aos outros clubes do Rio. Foi bom, estamos animados, mas queremos ir sem alarde. Nossa intenção é estar sempre nas primeiras colocações e hoje esse objetivo pode ser real”, completou.

Você pode gostar