Acorda Vascão, que ainda dá tempo!

Jogo às 11h, no domingo, muda a rotina do time, que busca a reabilitação após dois empates consecutivos

Por O Dia

Rio - O sonho de voltar a conquistar o Campeonato Carioca tornou-se realidade, mas, após empates na estreia no Brasileirão e na Copa do Brasil, o Vasco precisa acordar. E, de olhos bem abertos, a comissão técnica não vai dar descanso aos jogadores. Com a partida contra o Figueirense marcada para domingo, às 11h, a preparação sofreu alterações e uma nova estratégia foi traçada, tudo em busca de um bom desempenho do time dentro de campo.

Após o empate por 1 a 1 com o Cuiabá, na Arena Pantanal, a delegação voltou para o Rio ontem de madrugada e, assim que chegou à cidade, na parte da manhã, foi diretamente para São Januário treinar. A iniciativa teve como objetivo a adaptação ao horário da partida que será realizada em Florianópolis. Em um duelo marcado para tão cedo, também é preciso adaptar o horário de descanso e a alimentação dos atletas.

Vasco se prepara para enfrentar o FigueirenseDivulgação

“Uma partida às 11h muda o planejamento fisiológico do jogador. Usamos o Carioca inteiro para fazer uma boa pré-temporada para o Brasileiro, mas estamos otimistas. Possuímos uma estratégia e acreditamos que essa mudança pode ser benéfica, principalmente por causa do trabalho que tem sido realizado desde o início do ano”, disse Alex Evangelista, coordenador científico do Centro de Avançado de Prevenção, Reabilitação e Rendimento Esportivo (Caprres) do Vasco.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

O treinamento de hoje, que na parte da manhã geralmente começa às 9h, sofreu alteração e será às 10h30. É preciso acostumar os atletas. O sinal de alerta está ligado na Colina e o time busca a reabilitação no Brasileiro após tropeçar em casa.

“O atleta terá de dormir cedo no sábado para acordar cedo no domingo, até porque ele precisará se alimentar mais cedo para fazer uma boa preparação para o jogo. Se a alimentação for no momento errado, o atleta irá sentir mais fadiga durante a partida. Cada situação de risco foi analisada e não seremos pegos de surpresa”, garantiu Evangelista.

O CAIXA CONFIRMA NOVO ACORDO

Enfim, a novela acabou. Há quase nove meses expondo a marca da Caixa Econômica Federal de forma gratuita em seu uniforme, a diretoria do Vasco recebeu uma boa notícia ontem. A parceria foi renovada por mais um ano e renderá R$ 15 milhões aos cofres do clube. O acordo, entretanto, deve ser oficializado apenas na próxima semana.

Para conseguir renovar o patrocínio, o Vasco teve de ceder também a omoplata do uniforme. Em abril, o clube já havia firmado parceria com a Viton 44 para expor a marca Guaraviton em suas mangas.