Após quinto jogo sem vitória no Vasco, Doriva se diz 'tranquilo' no comando

Gigante foi derrotado por 3 a 0 pela Ponte Preta na Colina

Por O Dia

Rio - A derrota para a Ponte Preta em São Januário irritou muito a torcida vascaína. Os torcedores que compareceram ao estádio não perdoaram a equipe, que saiu de campo com muitas vaias. Na entrevista coletiva, Doriva, chegou a ser questionado sobre a sua permanência no comando da equipe carioca.

Vasco segue sem vitória no BrasileirãoAndré Mourão

"Estou tranquilo. Não falei com ninguém da diretoria, mas estou tranquilo, fazendo meu trabalho. Hoje (quarta-feira), as coisas não aconteceram como imaginávamos, foi lamentável", afirmo o comandante, que comentou as vaias da arquibancada.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

"O torcedor quer uma equipe que faça gols, crie situações e vença jogos. Temos que buscar alternativas para satisfazer os torcedores. Mais do que eles, nós mesmo é que queremos as vitórias", afirmou.

Sobre a partida em si, Doriva afirmou que o Vasco ficou em situação complicada por conta do gol no começo da Macaca, pelo pênalti perdido e também pela expulsão do goleiro Jordi.

"Foi um resultado péssimo. Com certeza, não há desculpas a serem feitas, mas as circunstâncias do jogo não foram favoráveis. Ainda assim, não conseguimos fazer um grande jogo. Poderíamos ter mudado o direcionamento do jogo com o pênalti, mas desperdiçamos", concluiu.