Por fabio.klotz

Rio - O Vasco amargou a quarta derrota seguida no Campeonato Brasileiro e saiu de campo vaiado após perder para o Cruzeiro, neste sábado, em São Januário. O momento do clube é complicado, na zona do rebaixamento e sem vencer na competição. O atacante Gilberto entende a bronca da torcida.

Gilberto deu trabalho à defesa do Cruzeiro em São JanuárioAndré Mourão / Agência O Dia

"Olha, o estádio todo está vaiando. Nosso time não precisa disso, mas eles têm certa razão. Não estamos em um bom moneto. Cada dia vai ficando mais difícil. Os adversários estão vindo fortes. Não estamos bem, essa é a realidade", analisa Gilberto, que deu trabalho à zaga do Cruzeiro no primeiro tempo.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

A crise do Vasco aumenta a cada dia. A tendência é a pressão da torcida crescer - neste sábado, um artefato explosivo foi atirado.

VEJA MAIS: Confira a tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

"É uma torcida que cobra bastante, mas é mais pelo resultado. Temos mostrado determinação, mas uma bola acaba prejudicando. Eles não tinham dado um chute e o primeiro gol deles nos prejudicou", declarou o zagueiro Rodrigo.

Você pode gostar